A nova trilogia de Star Wars levanta dois mistérios em relação aos vilões da saga. O primeiro é a história de origem do Supremo Líder Snoke e o segundo é como o Imperador Palpatine está de volta para Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Agora, uma teoria publicada pelo portal CBR decidiu dar uma resposta para os dois mistérios. A sugestão é de que Snoke é, na verdade, Palpatine.

Tudo começa pela idade de Snoke. Sabe-se que ele é muito velho e está pela galáxia há muito tempo, até que criou raízes nas Regiões Desconhecidas. Além disso, o Supremo Líder tem muito conhecimento sobre a Velha República e até já disse que Palpatine o conhecia.


Não apenas isso, no livro de Star Wars: Os Últimos Jedi, Leia diz que conhece Snoke há muito tempo. Por isso, ela suspeitava que o vilão poderia corromper o seu filho, Kylo Ren.

No filme de Star Wars: Os Últimos Jedi, outro paralelo é feito entre os personagens. Snoke ataca Kylo Ren com raios. Palpatine apresenta o mesmo poder. Vale notar, porém, que essa habilidade não é exclusiva dos personagens, já que outros vilões também conseguem manipular raios.

Há, porém, pontos que também ajudam a afastar essa possibilidade. Como por exemplo, Palpatine sempre deixava o trabalho sujo para Darth Vader, enquanto Snoke sente prazer em castigar os seus soldados.

Outro ponto é que Snoke é um adepto da manipulação mental. Enquanto isso, Palpatine quer que “a natureza tome o seu caminho”. Por fim, os fãs podem argumentar contra a teoria que a aparência do Supremo Líder foge bastante do Darth Sidious. É bom notar que Ian McDiarmid, que vive o Imperador, deixou claro que só voltaria para a franquia com uma aparência que relembrasse o seu personagem.

Para contornar esses argumentos que vão contra a teoria, o CBR dá ainda outra sugestão. Se Snoke não é Palpatine, o Imperador pode estar possuindo ou comandando o Supremo Líder, o que também explicaria a aparição do Darth Sidious em Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Dois objetos provariam isso. Um é o capacete de Darth Vader e o outro é um anel de ouro, que já pertenceu a Palpatine, usado por Snoke em Star Wars: Os Últimos Jedi. Como livros e quadrinhos da saga deixaram claro, os Sith podem possuir pessoas através de objetos.

Por enquanto, os fãs terão que esperar por Star Wars: A Ascensão Skywalker para descobrir se a teoria faz sentido. O filme chega em 19 de dezembro nos cinemas.

O filme traz veteranos da franquia como Carrie Fisher (que terá imagens de arquivo utilizadas), Mark Hamill, Billy Dee Williams e Anthony Daniels.

Eles se juntam ao elenco formado por Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Adam Driver, Kelly Marie Tran, Naomie Ackie, Dominic Monaghan, Keri Russell e Joonas Suotamo.