O drama As Golpistas, estrelado por Jennifer Lopez, foi censurado na Malásia. A informação foi publicada pelo Daily Mail.

O governo local afirma que o filme sobre strippers é “obsceno” e que não sobraria nada se uma versão com cortes fosse feita. O Comitê de Censura da Malásia confirmou a informação para veículos internacionais.

“Esse filme contém tantas imagens com conteúdo excessivamente obsceno que não o torna apto à exibição pública. O filme exibe os seios de mulheres e as partes íntimas de homens. Também há excessos com as dançarinas eróticas e cenas com drogas”, comunicou o diretor Mohamad Zamberi Abdul Azis.


Jennifer Lopez ou os produtores de As Golpistas ainda não se pronunciaram. A Malásia tem um histórico de censura contra filmes de Hollywood.

Antes de As Golpistas, Rocketman, filme sobre a vida de Elton John, sofreu com a censura local. O Comitê de Censura ordenou que o longa removesse cenas com relações homossexuais para ser exibido.

A história de As Golpistas é inspirada na matéria The Hustlers at Scores, de Jessica Pressler da New York Magazine. A trama acompanha um grupo de ex-strippers que planejam dar um golpe nos clientes de Wall Street.

O elenco de As Golpistas traz ainda Lili Reinhart, de Riverdale, Julia Stiles, Constance Wu, Cardi B., Madeline Brewer, Keke Palmer e Lizzo.

A direção e o roteiro do filme ficam por conta de Lorene Scafaria (Nick e Nora).

As Golpistas chega aos cinemas brasileiros em 5 de dezembro.