Em 2017, a Disney chegou perto de comprar o Twitter, mas acabou desistindo do plano de aquisição após análises mais detalhadas.

Bob Iger, o CEO da companhia, está prestes a lançar um livro de memórias, e deu uma entrevista exclusiva ao The New York Times na última semana. Nesse papo, o executivo revelou a verdadeira razão da desistência da Disney de comprar o Twitter.

“Os problemas eram maiores do que eu imaginava e iam muito além de nossas responsabilidades. Não combinava com a marca da Disney, e o impacto sobre a sociedade. A grosseria é extraordinária”, afirmou Iger.


A Disney não comprou o Twitter para não arcar com as responsabilidades do impacto da plataforma na sociedade.

“Como várias dessas plataformas, o Twitter tem a habilidade de fazer bem para o mundo. E também tem a habilidade de fazer mal. Eu não queria arcar com essa responsabilidade”, concluiu o executivo.