Coringa estreou com muitos elogios no Festival de Veneza, mas está se mostrando mais divisivo do que sua recepção inicial mostrava.

Depois de ser exibido no Festival de Toronto, o longa-metragem, que é inspirado nos quadrinhos da DC, recebeu uma enxurrada de críticas negativas, fazendo sua porcentagem de aprovação no Rotten Tomatoes cair de 88% para 75%, até o momento.

Ainda é uma boa classificação, mas alguns fãs da DC estão achando muito estranho.


Como apontou um usuário do Twitter, o crítico da BBC, Nicholas Barber, atribuiu nota 3 de 5 para Coringa, Homem-Aranha: Longe de Casa e Vingadores: Ultimato. Porém, apenas Coringa é dado como “rotten”.

Isto gerou uma especulação de que o agregador não é imparcial entre DC e Marvel, considerando nota 3 como positiva para Marvel e negativa para DC, mas o próprio Barber apareceu para esclarecer.

Em comunicado com o Comic Book, o crítico da BBC explicou que nem ele nem o próprio Rotten Tomatoes determinam se suas críticas são consideradas positivas ou negativas. Isto parece caber aos editores do seu próprio site, no caso, da BBC.

Barber também lembrou que nem todas as críticas com nota 3 para Coringa são consideradas negativas no Rotten Tomatoes. Como 3 está no meio de 1 e 5 (considerando que 2,5 não é uma possibilidade, como em muitos sites), pode ser considerado tanto negativo quanto positivo, dependendo da conclusão do crítico sobre o filme.

Por exemplo, se um crítico achar um filme mediano e der nota 3, mas concluir que há mais pontos positivos que negativos, a crítica vai para o Rotten Tomatoes como “fresh”. Mas se o crítico der a mesma nota 3 concluindo que há mais coisas negativas, então aparece como “rotten” no agregador.

A questão não parece ser nem entre DC e Marvel: Barber também deu nota 3 para O Rei e Ad Astra. Mas enquanto para O Rei é “rotten”, em Ad Astra a crítica aparece como “fresh”. Em casos como esse, é importante se atentar não apenas à nota, mas à tendência do crítico em ter gostado mais do que odiado – ou vice-versa.

Coringa chegará aos cinemas em 3 de outubro.