Michael Myers é o rosto da franquia Halloween, tendo aparecido em todos os filmes, exceto Halloween III: A Noite das Bruxas, que tinha planos diferentes para a saga.

Em 1978, Halloween, de John Carpenter, introduziu um novo vilão assassino chamado Michael Myers e sua vítima escolhida, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis). Três anos depois, Halloween II continuou a história logo após os eventos do primeiro filme e revelou que Michael e Laurie eram irmãos.

O terceiro filme da franquia, Halloween III: A Noite das Bruxas, deixou Michael e Laurie (e o gênero slasher também) para trás e, em vez disso, se concentrou em uma nova história com novos personagens e um tom mais voltado para a ficção científica.


Halloween 3 foi o filme com o pior desempenho da época e também não foi bem recebido pelos críticos, em grande parte devido à ausência de Michael Myers – mas havia uma boa razão para que seguisse uma rota diferente dos filmes anteriores.

Halloween foi planejado originalmente por John Carpenter e Debra Hill como uma série antológica de filmes de terror que acontecem na noite do Dia das Bruxas, o que significa que cada filme teria seus próprios personagens e cenário.

A história de Michael Myers terminou com Halloween 2, então ele não teve que aparecer em Halloween 3, mas o público já tinha vinculado o título do filme ao personagem, e é por isso que não foi bem recebido.

Halloween 3 teve um tema de bruxaria, onde a investigação do Dr. Dan Challis e Ellie Grimbridge sobre um assassinato misterioso os levou a Conal Cochran, o proprietário da empresa Silver Shamrock Novelties, que estava tentando ressuscitar os aspectos antigos de Samhain e planejava matar crianças através de suas máscaras de Halloween e um anúncio de TV.

Embora não tenha participado de Halloween 3, Michael Myers apareceu brevemente em um comercial para o primeiro Halloween, pois o filme tratava os dois primeiros como filmes de ficção.

O conceito de antologia não foi bem recebido e Michael foi trazido de volta seis anos depois em Halloween 4: O Retorno de Michael Myers, juntamente com Jamie Lloyd, filha de Laurie, que morava em Haddonfield com sua família adotiva depois que Laurie foi morta em um acidente de carro.

No final, todas as histórias que surgiram após o primeiro Halloween foram consideradas não-canônicas no recente reboot da saga.