O suposto declínio do cinema tem vários culpados: para Steven Spielberg, são os serviços de streaming. Para Martin Scorsese, são as produções da Marvel.

No entanto, o ator e diretor Edward Norton tem uma ideia diferente. Para o astro, que já interpretou até o Hulk na Marvel, o que realmente está prejudicando o cinema são os próprios cinemas.

“São os cinemas que estão destruindo o cinema e sua experiência. Ponto final. Ninguém mais”, declarou em entrevista ao Daily Beast.


Experiência insatisfatória

Para Edward Norton, a fuga para serviços de streaming, como a Netflix, é totalmente justificável porque a maioria das redes de cinema ao redor do mundo não oferece uma experiência satisfatória. Muitas vezes, nem vale a pena sair de casa.

“Muitos cineastas e produtores que eu conheço começaram a investigar e disseram que mais de 60% dos cinemas têm projetores com quase metade da luminosidade que é exigida por contrato. O som é de baixa qualidade. A imagem é sombria. Mas ninguém reclama.”

Norton continuou: “Se os cinemas entregassem o que deveriam, as pessoas diriam: ‘Uau, que incrível. Não teria sido bom assim lá em casa.’ Eu gostaria que as pessoas encontrassem os gerentes desses cinemas para pedir seu dinheiro de volta.”

Norton contra Spielberg

Ao contrário de Steven Spielberg, Edward Norton não acha que a Netflix esteja matando o cinema. Na verdade, o ator e diretor acredita que a gigante de streaming tem feito mais pela Sétima Arte que as próprias redes de cinema.

“Se há alguém de quem discordo, mas com grande respeito, é de Spielberg. A Netflix investiu mais em Roma do que qualquer outro estúdio teria feito. Eles até colocaram esse filme em preto e branco, em espanhol, em centenas de cinemas em todo o mundo. Não são muitas pessoas que teriam feito isso.”

Ele acrescentou: “Há muita coisa acontecendo por causa da Netflix, mais até do que por causa da vanguarda. Isso representa um período sem precedentes de oportunidades maduras para que mais tipos de histórias e vozes sejam ouvidas, contadas e comemoradas. É incrível, o que está acontecendo.”

Com Edward Norton como diretor e protagonista, Brooklyn: Sem Pai nem Mãe estreia em 21 de novembro. O elenco também conta com Bruce Willis e Willem Dafoe.