O elogiado El Camino: A Breaking Bad Film já está no catálogo da Netflix, conquistando os fãs da premiada série de Vince Gilligan. Assistindo ao filme, é possível perceber o trabalho minucioso da equipe, além do astro Aaron Paul.

Em entrevista para o IndieWire, o intérprete de Jesse Pinkman revelou qual foi o momento mais difícil de ser gravado: justamente sua cena final em Breaking Bad.

“A cena de abertura, o grito durante a fuga, fazer aquilo de forma diferente levou muito mais tempo do que eu achei que levaria. Interpretar aquilo veio de empolgada, medo, raiva, todas as alternativas. Tudo está saindo dele. Principalmente depois que você lê o roteiro e têm uma visão mais detalhada do que aconteceu quando ele estava preso naquela jaula. Você percebe que ele foi um animal abusado e torturado”, diz Paul.


Curiosamente, o ator disse que, durante as gravações dessa cena na série, foram necessários apenas dois takes.

A trama do filme de Breaking Bad acompanha Jesse enquanto ele “foge de seus captores, da lei e de seu passado”, como descreve a Netflix.

El Camino, título do longa, é o nome do mesmo Chevrolet de 1978 que pertenceu a Todd (Jesse Plemons), usado por Jesse para fugir do complexo da supremacia branca, onde foi mantido em cativeiro por Jack Welker (Michael Bowen) como escravo.

El Camino: A Breaking Bad Film já está disponível na Netflix.