Depois de Star Wars: Os Últimos Jedi, parecia que Rey tinha cumprido seu objetivo e se tornado uma Jedi após um treinamento com Luke Skywalker. Mas parece que isto ainda não é verdade.

Os indícios disso são dados no livro Spark of the Resistance, que acontece alguns meses depois de Star Wars: Os Últimos Jedi. A trama acompanha Rey, Poe Dameron, Rose Tico e BB-8 em uma missão para libertar um planeta oprimido pela presença da Primeira Ordem.

Em determinado momento, Rey tenta usar os poderes da Força, mas não consegue. Seu último esforço é no meio do combate:


“Mas desta vez ela relaxou no potencial caloroso da Força e pediu para guiá-la, mantê-la firma e levá-la a um caminho de sucesso. Ela não era uma Jedi e não se parecia nada com Luke Skywalker, mas por um momento Rey sentiu algo – uma faísca de possibilidade, um sinal de potencial – e ficou mais concentrada e infinitamente mais capaz.”

É claro que existe espaço para interpretação aqui. Rey pode não se considerar uma Jedi, mas o livro parece indicar este não é só o caso: nem o cânone de Star Wars a considera como uma.

Interpretada por Daisy Ridley, Rey retornará em Star Wars: A Ascensão Skywalker. A direção é de J.J. Abrams e a estreia acontece em 19 de dezembro.