Nem Al Pacino, considerado um dos melhores atores de todos os tempos, consegue escapar totalmente de filmes ruins.

Em entrevista para a revista GQ, Al Pacino admitiu que tem tido um gosto ruim para filmes ultimamente.

“Acredito que estou começando a ficar um pouco perverso. Eu comecei a fazer filmes que não são realmente muito bons e tento fazer com que eles fiquem melhores. E isso se tornou meu desafio”, brincou o astro.


Para Al Pacino, fazer filmes ruins se tornou uma espécie de vício.

“Às vezes, eles te oferecem dinheiro para fazer algo que não é adequado. E você se convence disso. E em algum lugar dentro de você, você sabe que isso vai ser um limão. Você gasta muito tempo e está fazendo todas essas coisas e diz, ‘se eu pudesse fazer isso ser (pelo menos) um filme medíocre’ e você fica empolgado com isso. É impulso que eu preciso colocar de lado agora”, desabafou.

Al Pacino já foi indicado ao Oscar de Melhor Ator oito vezes. Ele levou a estatueta em 1993 por Perfume de Mulher.

Atualmente, Al Pacino está em O Irlandês, novo filme de Martin Scorsese que está em exibição nos cinemas brasileiros. O filme chega a Netflix em 27 de novembro.