A DC e a Warner Bros enfrentaram polêmicas com recentes filmes. As informações são de que o estúdio fez com que diretores editassem os longas a partir da visão de executivos. 

O caso mais famoso é o da Liga da Justiça, que seria um filme com Zack Snyder, mas ganhou outro tom quando o diretor deixou o projeto e Joss Whedon assumiu. O rumor é que algo semelhante aconteceu com Esquadrão Suicida, que teve David Ayer na direção. 

No Instagram, o diretor parece ter enviado uma indireta para DC. Com uma nova foto do Coringa, Ayer explicou sobre o que realmente seria Esquadrão Suicida


Além disso, o diretor questiona se as “mudanças” do destino ainda validam a jornada. Veja abaixo. 

“Filmes são frágeis. São como sonhos, caçando momentos de nossa visão. Tem a própria verdade e lógica. Se você mudar o destino depois que a viagem é completa, a jornada ainda é mesma? A espinha de Esquadrão Suicida era a jornada de Arlequina. De muitas formas, ela escapar da relação com o Coringa era a principal linha. Um diretor segura um compasso invisível em mãos. Isso guia cada cena, cada atuação. O compasso aponta para o destino. Se o destino mudar, a jornada aconteceu?”, comentou o cineasta.

Vale notar que além do filme ser alterado, Esquadrão Suicida ainda termina com o Coringa de Jared Leto tirando a Arlequina de Margot Robbie da prisão. Algo que vai ao contrário do que foi explicado pelo diretor. 

Agora, porém, a saga de Ayer está descartada. Esquadrão Suicida terá um novo filme com James Gunn, que trará de volta alguns personagens do primeiro filme (como Arlequina), mas não deve ser uma continuação. 

O novo Esquadrão Suicida chega em 6 de agosto de 2021.