Quando Kristen Stewart disse à imprensa que o novo filme da As Panteras seria um reboot que abordaria questões sociais, começaram a surgir rumores de que a história poderia incluir a primeira personagem LGBTQ+ da franquia.

Recentemente, a diretora Elizabeth Banks revelou que não queria “rotular” a sexualidade da personagem de Stewart e agora, a própria atriz se abriu sobre essa abordagem.

“Estou muito feliz em trazer uma compreensão mais complexa de como a fluidez e a ambiguidade são coisas que devem ser adotadas”, disse Stewart ao Digital Spy.


“Acho que todos os nossos personagens são um reflexo das melhores partes de quem somos. Quando você assiste ao filme, acho que Ella [Balinska] está nesse filme – mesmo que ela esteja interpretando Jane. E acho que Naomi [Scott] está neste filme – mesmo que ela esteja interpretando Elena.

Às vezes você realmente sai de si mesmo e interpreta personagens, mas a melhor coisa que podemos fazer foi nos levar a isso – e acho que representar que parte de mim no filme é pioneira.

Eu também acho uma coisa muito bonita de dizer é que representamos todos neste filme. É feito de uma maneira que não é forte ou definido“.

Stewart continuou: “Eu nunca digo no filme que sou lésbica ou gay ou queer; você sente que ela pode fazer qualquer coisa. E esse entendimento de ter permissão para não saber ou não é necessário para fornecer uma história digestível para outras pessoas.

Me senti muito bem. Eu nunca vi isso em um filme leve sobre mulheres jovens de uma maneira comercial como essa, por isso estou extremamente orgulhosa dessa parte.”

As Panteras é dirigido por Elizabeth Banks e chega aos cinemas em 14 de novembro. O elenco principal é formado por Kristen Stewart, Naomi Scott e Ella Balinska.