O criador de Shang-Chi, Jim Starlin – que também é o criador de Thanos, afirma que o estúdio da Marvel está mais comprometido na comunicação para o filme do herói asiático. O projeto já foi oficializado e logo entra em gravações.

Na Comic-Con Paris, o quadrinista afirma que a Marvel tem hoje “mais comunicação” sobre o Mandarim e os Dez Anéis do que tinha sobre Thanos, o vilão da Saga Infinito, que teve destaque em Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato.

O que acontece é que até 2015, o presidente da Marvel, Kevin Feige, passava por um comitê de consultores, formado pelos editores Joe Quesada, o autor Brian Michael Bendis e o ex-presidente da Marvel, Alan Fine. Sem o grupo, o estúdio melhorou a comunicação com outros quadrinistas.


Marvel tinha uma espécie de parede chinesa entre as pessoas dos filmes e as dos quadrinhos, feita por outras pessoas dos quadrinhos que não queriam ver o envolvimento de mais quadrinistas, basicamente”, contou Starlin.

A quebra dessa parede aconteceu em Vingadores: Ultimato, quando os diretores Joe e Anthony Russo pediram para que Starlin participasse do filme.

“Há mais comunicação agora entre as pessoas dos quadrinhos e dos filmes. Eu não posso dizer muito agora, mas há mais comunicação em Shang-Chi do que com Thanos”, declarou o quadrinista.

O elenco do novo filme da Marvel tem Simu Liu, como o Shang-Chi, Tony Leung, sendo o Mandarim, e Awkwafina, ainda em papel misterioso. A direção é de Destin Daniel Cretton.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis estreia em 12 de fevereiro de 2021.