O irmão de Carrie Fisher revelou quais eram os planos originais de J.J. Abrams para sua personagem, Princesa Leia, em Star Wars: A Ascensão Skywaker, antes da atriz falecer.

Fisher era uma das grandes estrelas da franquia desde o primeiro filme, mas seu falecimento em dezembro de 2016 aconteceu antes das gravações do Episódio IX.

A atriz até estará presente no longa, mas suas poucas cenas foram feitas em CGI a partir de imagens de arquivo.


Em entrevista ao Yahoo, o irmão de Carrie, Todd, revelou que os planos para a Princesa Leia neste último filme eram grandiosos.

Ela afirmou que ela se tornaria “a última Jedi”e, não apenas isso, mas os fãs finalmente veriam Leia usando um sabre de luz, quando ela finalmente se tornava uma verdadeira mestre Jedi no final.

Apesar de, infelizmente, isso nunca chegar nas telonas, Todd acredita que sua irmã recebe uma homenagem no filme que faz jus a sua história.

“Ela seria a grande recompensa no filme final. Ela seria a última Jedi, por assim dizer. Isso é legal né? As pessoas costumavam me dizer: ‘Por que Carrie nunca pega um sabre de luz e acaba com alguns caras maus’? Obi-Wan estava no auge quando tinha a idade de Carrie! A verdade é que J.J. Abrams era um grande amigo de Carrie… ele tinha um extraordinário senso de amor por ela.

Eles tiveram oito minutos de filmagem. Eles pegaram todos os quadros e analisaram… e depois fizeram a engenharia reversa e colocaram na história da maneira certa. É meio mágico. Isso é, à sua maneira, uma recompensa… Carrie está falando com todos nós do além. O belo do conceito de Força é que não há morte real; você apenas existe em outra dimensão.”

Com direção de J.J. Abrams, Star Wars: A Ascensão Skywalker vai estrear em 19 de dezembro.