Joey, ou Vida de Artista, o spin-off de Friends

Nem sempre uma série de muito sucesso pode gerar outra que repita esse feito – afinal, nunca se sabe o que um público vai abraçar quando se trata de histórias derivadas. Por isso, muitas das séries mais bem sucedidas de todos os tempos tem spin-offs esquecidos (e esquecíveis!).

10 séries derivadas que são melhores que as originais

Confira 10 delas:

THE LONE GUNMEN | O ano era 2001, e enquanto Arquivo X vivia nas últimas gotas de seu sucesso inicial, a Fox decidiu “estender o legado” do programa com um spin-off dos Lone Gunmen, três teoristas da conspiração que eventualmente ajudavam Mulder e Scully na série principal. Após 13 episódios, a série foi cancelada.

THE CLEVELAND SHOW | O sucesso absurdo de Uma Família da Pesada fez a Fox (ela de novo!) encomendar do criador Seth McFarlane uma segunda série animada, focada no personagem Cleveland Brown. O desenho durou quatro temporadas, mas, com uma base de fãs muito menos que a de Uma Família da Pesada, foi cancelado sem muita cerimônia pela emissora.

YOUNG AMERICANS | A não ser que você seja um fã realmente radical de Dawson’s Creek, duvidamos que você sequer saiba da existência desse spin-off. Young Americans ficou no ar por meros nove episódios, mostrando a época do personagem Will Krudski em um colégio interno. Maior prejudicada? A Coca-Cola, que pagou milhões para patrocinar a série.

K-9 | O adorável cachorro robô de Doctor Who é um favorito dos fãs da série, mas não conseguiria segurar uma séria toda sozinho. Como sabemos? Porque o cocriador Bob Baker tentou, em 2009, com uma série que durou apenas 26 episódios e foi majoritariamente exibida na Austrália.

STARGATE UNIVERSE | A regra de sucesso da franquia Stargate foi quebrada com a última tentativa de mantê-la viva, Universe, que ficou no ar entre 2009 e 2011 e só exibiu 40 episódios. A verdade é que a maioria dos fãs havia largado a série com o final de SG-1, em 2007, e alguns poucos ficaram para ver a morte lenta de Atlantis (2004-2009), mas Universe nunca teve sequer uma chance.

TIME OF YOUR LIFE | Se O Quinteto (1994-2000) já era um pouco “teen demais” para você nos anos 1990, você com certeza não se lembra do spin-off estrelado pela personagem Sarah, interpretada por Jennifer Love Hewitt. Time of Your life produziu 20 episódios, mas exibiu apenas 13 em 1999, quando estreou. Os outros sete? Só em 2006!

THE FINDER | Geoff Stults não tem muita sorte com séries – nem quando seu personagem em um episódio da popularíssima Bones ganhou sua própria série, The Finder, ele conseguiu encontrar a audiência que precisava para uma renovação para segunda temporada. Depois de The Finder, ele tentaria de novo em Ben and Kate e Enlisted, sem sucesso.

THAT ‘80S SHOW | Se o público quer ver uma sitcom com adolescentes nos anos 1970, com certeza quer também ver uma passada nos anos 1980, certo? Bom, não é bem assim, como a Fox descobriu em 2002, ao tentar lançar That ‘80s Show baseada no sucesso de That ‘70s Show (1998-2006). Treze míseros episódios depois, a série oitentista não existia mais na programação.

LAW & ORDER: TRIAL BY JURY | Essa não foi a única derivada das muitas de Law & Order (1990-2010) a ser cancelada na primeira temporada, mas foi a primeira. Muito antes de Law & Order: LA (2010-2011) afundar, Trial By Jury resolveu eliminar a parte policial que fazia parte da mistura da série e deixou o fãs confusos, exibindo apenas 13 episódios entre 2005 e 2006.

VIDA DE ARTISTA | É claro que não poderíamos deixar de lado o único spin-off de Friends (1994-2004) que a NBC teve a coragem de lançar no mesmo ano em que a amada sitcom acabou. Focando nas “aventuras” de Joey Tribbiani (Matt LeBlanc) em Los Angeles para seguir carreira de ator, a derivada ficou no ar por duas temporadas e 46 episódios.

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: CINEMA | FAMOSOS | MÚSICA