Um herói só é tão bom quanto seu vilão, diz a convenção crítica. Nas séries que reunimos nessa lista, os roteiristas levaram esse princípio tão a sério que seus vilões acabaram se tornando até mais populares que os heróis!

Os 10 vilões mais detestáveis das séries de TV

Confira:

Desventuras em Série
>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

DESVENTURAS EM SÉRIE | Sim, todo mundo torce pelos órfãos Baudelaire, seja na série de livros de Lemony Snicket, no filme de 2004 ou na série da Netflix. No entanto, impossível negar também que a grande atração da criação é o vilão, Conde Olaf, um dos personagens mais inconfundíveis criados pela literatura popular no século XXI. Com uma interpretação deliciosamente má de Neil Patrick Harris, Olaf se torna ainda mais irresistível.

LEGION | Dan Stevens está ótimo como David Haller na primeira temporada de Legion, mas a verdade é que, quando os oito episódios foram exibidos em 2017, ficou mais do que claro que a grande estrela da série era Aubrey Plaza e sua inimitável e versátil Lenny, que se mostrou uma das vilãs mais surpreendentes, divertidas e aterrorizantes do ano.

REIGN | A ficção tem uma queda por rainhas más, e poucas na Peak TV capturaram essa queda como a Catherine de Medici de Megan Follows na produção Reign, da CW. A história era focada na Mary Stuart de Adelaide Kane, mas quem roubava as cenas era Follows, em uma interpretação hipnotizante.

Hannibal

HANNIBAL | A série até leva o nome dele… A fascinação do personagem Hannibal Lecter não é novidade, já que ele já deixou espectadores vidrados na tela em filmes anteriormente, interpretado por Anthony Hopkins. No entanto, quando a série da NBC estreou em 2013, ficou claro que Mads Mikkelsen também tornaria o seu Hannibal uma figura muito forte do imaginário popular.

HEROES | A série que foi um dos maiores sucessos do mundo por uma gloriosa temporada criou alguns personagens populares (Hiro, por exemplo), mas nenhum como o vilão Sylar, que matava outros super poderosos para entender e absorver suas habilidades. Zachary Quinto se tornou um astro por causa do papel.

Negan (Jeffrey Dean Morgan).

THE WALKING DEAD | Qualquer fã da série de zumbis pode te dizer que, embora o personagem mais popular de The Walking Dead seja, de longe, Daryl Dixon (Norman Reedus), os vilões sempre são motivo de discussão. Falemos do Governador ou do temível Negan de Jeffrey Dean Morgan, os vilões de The Walking Dead costumam ser icônicos.

Michael Emerson como Ben em Lost

LOST | Talvez seu personagem favorito de Lost seja Hurley, ou Locke, ou Kate (Evangeline Lilly sem dúvida foi a que se deu melhor na carreira posterior), mas ninguém pode negar que, a partir da segunda temporada, a série foi toda de Michael Emerson e seu Ben Linus. Ben se tornou uma marca indelével da cultura pop da nossa época, e até ganhou uma chance de redenção que provavelmente não merecia no final.

BUFFY: A CAÇA-VAMPIROS | O Spike de James Marsters é o próprio paradigma de vilão que se tornou tão popular que até teve que passar por um arco de redenção. Ele é o personagem mais icônico a sair de Buffy, sem incluir a heroína principal – e sua participação posterior no spin-off Angel também levantou a série.

Rainha Má em Once Upon a Time

ONCE UPON A TIME | Não é à toa que Once Upon a Time normalmente coloca a sua Rainha Má (Lana Parrilla) na frente de seus materiais promocionais – a popularidade da personagem é gigantesca, de uma forma que, mesmo após a saída das mocinhas Emma Swan (Jennifer Morrison) e Branca de Neve (Ginnifer Goodwin), a série ganhou uma sétima temporada escorada nela.

Deadwood

DEADWOOD | Fãs da série de faroeste da HBO não faltam, mas pergunte a eles sobre o personagem mais marcante da trama, e a maioria apontará para o sórdido Al Swearengen do excelente Ian McShane. Um dos grandes vilões da TV nos anos 2000, Al é um personagem que reverbera em influências e inspirações até hoje.

LEAVE A REPLY