Pantera Negra, primeiro filme sobre herói negro da Marvel.
Pantera Negra

O Pantera Negra é um dos heróis de quadrinhos com história mais rica dos séculos XX e XXI, o que só torna ainda mais notável (e triste) que ele tenha demorado tanto para ganhar um longa-metragem.

7 formas pelas quais Pantera Negra vai mudar o universo Marvel para sempre

O filme do Pantera estreia na quinta (15) aqui no Brasil, e separamos 10 curiosidades sobre o herói para você se preparar:

PIONEIRISMO | O Pantera Negra foi o primeiro herói negro nos quadrinhos mainstream dos EUA, fazendo sua primeira aparição em 1966, anos antes de Falcão (1969) e Luke Cage (1972), da Marvel, ou de Jon Stewart como Lanterna Verde (1971), da DC. Seu único predecessor como protagonista foi Lobo, dono de gibi faroeste publicado pela mais independente Dell Comics desde 1965.

CONFUSÃO POLÍTICA | Curiosamente, o Pantera Negra não foi inspirado (e nem inspirou) o movimento político pelos direitos civis dos negros que ganhou o mesmo nome. O herói Pantera Negra estreou em julho de 1966, e o partido dos Panteras Negras foi fundado em outubro. Stan Lee diz que se inspirou para o nome do Pantera Negra ao ler uma aventura de ficção (não nomeada pelo quadrinista) em que o herói tinha uma pantera negra de verdade como ajudante.

VIDA DE COADJUVANTE | O Pantera estreou em 1966 como convidado em uma aventura do Quarteto Fantástico, e em seguida foi usado em diversos outros títulos como coadjuvante – fez participações em Capitão América, Os Vingadores (onde se tornou membro do time), Demolidor e Doutor Destino a partir de 1968, mas só foi ganhar sua aventura própria a partir de 1973.

TIGRE BRANCO | Em 1998, uma nova história do Pantera Negra trouxe novidades – mais notavelmente, a introdução do personagem Kasper Cole, que assumiu o manto do herói no lugar de T’Challa. Cole era um policial nova iorquino multirracial, e acabou ficando apenas doze edições de HQs no papel do herói – depois, assumiria outra identidade, a do Tigre Branco.

CONEXÕES CINEMATOGRÁFICAS | Embora Ryan Coogler tenha ganhado a honra de dirigir o primeiro filme do Pantera Negra, ele não foi o primeiro cineasta negro a ter controle sobre o herói. Isso porque, em 2005, o diretor Reginald Hudlin (Uma Festa de Arromba, Marshall) escreveu diversas edições de uma série solo do herói que durou até 2008, publicando 41 edições.

TRATO COM O DEMOLIDOR | Já em 2011, a Marvel encontrou uma forma curiosa de dar mais uma série solo a T’Challa. A pedidos de Matt Murdock, o Pantera Negra assumiu o papel de protetor da Cozinha do Inferno no lugar do Demolidor – nessa época, ele se disfarçou como Sr. Okonkwo, dono de um pequeno restaurante no bairro, para “se misturar” com os moradores.

ELEMENTO ALIENÍGENA | Talvez o detalhe mais amplamente divulgado sobre a nação de Wakanda, da qual o Pantera Negra é soberano, é sua reserva gigantesca de vibranium¸ um raro e indestrutível metal que criou o escudo do Capitão América. Pouca gente sabe, no entanto, que o vibranium é alienígena, e só chegou a Wakanda graças a um meteoro que caiu por lá em tempos imemoriais.

ROMANCE TEMPESTUOSO | Se há um casal com “muita bagagem” no universo Marvel, é esse: Pantera Negra e Tempestade. T’Challa primeiro conheceu Ororo Munroe quando ele estava treinando para se tornar o Pantera Negra, e ela ainda era uma moradora de rua no Cairo (Egito). Após a ascensão dos dois ao poder, eles se reencontram e eventualmente se casam, em 2006 – união que durou até 2012.

BATALHA CONTRA O RACISMO | Ainda em 1976, enquanto vivia suas primeiras aventuras solo no título de coletânea Jungle Action, o Pantera Negra enfrentou um inimigo que merecia umas boas porradas: a Ku Klux Klan, maior organização de supremacia branca dos EUA. A história é considerada uma das melhores de todos os tempos.

RECONHECIMENTO | A revista Wizard elegeu o Pantera Negra como o 79º melhor personagem de quadrinhos (em qualquer gênero, em qualquer época) de todos os tempos. Enquanto isso, o IGN o elegeu os 51º maior super-herói de todos os tempos, e o 10º melhor Vingador. Para colocar a cereja no bolo, T’Challa foi eleito o 33º personagem de quadrinhos mais sexy de todos os tempos pela ComicsAlliance.