Encontrar a religião que representa melhor sua espiritualidade nem sempre é uma jornada fácil. Muitas pessoas são criadas em uma religião e, mais tarde na vida, se apegam a outra – como os famosos que reunimos aqui.

10 famosos que cresceram dentro de cultos religiosos

Confira a lista dos convertidos:

Príncipe Harry e a noiva, Meghan Markle
Príncipe Harry e a noiva, Meghan Markle
>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

MEGHAN MARKLE | A atriz americana, que se viu alvo dos holofotes mais intensamente após anunciar noivado com o Príncipe Harry, reportadamente precisou se converter à Igreja Anglicana e ser batizada novamente antes do casamento. Também, pudera: o anglicanismo foi fundado pelo Rei Henrique VIII, e desde então o soberano da Inglaterra (no momento, a Rainha Elizabeth II, avó de Harry) é também o chefe-maior da religião.

TOM CRUISE | Se tem uma coisa que você sabe sobre Tom Cruise além de sua filmografia de blockbusters, é que ele é o membro mais célebre da Igreja da Cientologia. A polêmica religião, que foi denunciada por práticas barbáricas diversas vezes, usa Cruise como “ícone” para atrair mais devotos – no entanto, durante a juventude Cruise foi um católico tão devoto que chegou a entrar no seminário, e quase virou padre!

Katie Holmes

KATIE HOLMES | Por falar em Cruise, e em se converter pelo casamento, durante seu matrimônio com a atriz Katie Holmes o astro de Top Gun supostamente teria a obrigado a se converter para a Cientologia. Holmes foi criada como católica, e seguia a religião fielmente até o casamento com Cruise – e também desde o divórcio, que aconteceu em 2012, segundo a maioria dos tabloides.

Madonna
Madonna

MADONNA | A espiritualidade aflorada da rainha do pop foi assunto de diversas fofocas durante sua carreira – criada na Igreja Católica, ela provocou polêmica ao usar símbolos religiosos em “Like a Prayer” e outras obras clássicas de sua videografia. Em 1996, Madonna se converteu à Cabala, um “sistema filosófico com preceitos do judaísmo”. No entanto, Madonna não deixou de explorar outras fés – recentemente, ela disse estar estudando o Alcorão, livro sagrado do islamismo.

Drew Barrymore

DREW BARRYMORE | A atriz não foi criada em nenhuma religião específica, mas sempre se considerou uma praticante do catolicismo – até conhecer Wil Kopelman, com quem se casaria em 2012. Antes do matrimônio, Drew se converteu ao judaísmo, e não largou a nova religião nem mesmo quando o divórcio aconteceu, em 2016.

A atriz Julia Roberts.
A atriz Julia Roberts

JULIA ROBERTS | Criada como católica, Robert se converteu ao hinduísmo ainda durante a juventude, antes de ficar famosa com a atuação em Uma Linda Mulher. Roberts não gosta de falar muito sobre sua religião, mas disse em uma rara entrevista que “tenta fazer os cantos e rituais [do hinduísmo], e celebrar a vida como um todo, todos os dias”.

Sharon Stone

SHARON STONE | Criada sem nenhuma inclinação religiosa particular, a estrela de Instinto Selvagem se aproximou da Igreja da Cientologia durante os primeiros anos em Hollywood, mas não foi por lá que ela ficou. Ao invés disso, Stone encontrou sua espiritualidade no budismo: “Algumas pessoas diriam que eu sou devota até demais. Eu me sinto em paz sabendo que minha vida está entregue a uma prática benévola”.

SHIA LABEOUF | Em meio a tantas celebridades que se afastaram de sua criação católica, LaBeouf fez o caminho contrário – criado no judaísmo, ele passou por todos os rituais tradicionais da religião durante a juventude para, mais tarde, se converter ao catolicismo. Não é claro quão fielmente LaBeouf segue os ensinamentos da igreja, no entanto, já que ele não gosta de falar sobre o assunto.

SNOOP DOGG | O rapper é uma das celebridades que mais gostam de explorar religiões diferentes – durante sua carreira, ele já se disse evangélico, muçulmano, mórmon e rastafari. Snoop não esclarece com qual dessas igrejas ele se identifica no momento, mas podemos apostar que, qualquer que seja, é uma questão de tempo até ele escolher outra.

Mike Tyson

MIKE TYSON | O famoso boxeador encontrou a fé islâmica durante sua passagem pela prisão, entre 1991 e 1995, pelo estupro da jovem Desiree Washington. Criado como católico, ele se converteu ao islamismo e adotou um novo nome, Malik Abdul Aziz. Tudo indica que Tyson siga a religião até hoje.