Para os supersticiosos, Sexta-Feira 13 é um dia complicado – afinal, reza a lenda que qualquer pessoa que sequer sair de casa nesse dia pode encontrar verdadeiros desastres de má sorte pela frente.

Sexta-Feira 13 | 10 ótimos terrores escondidos na Netflix

No entanto, para alguns famosos a má sorte não é marcada pelo calendário – ela acontece naturalmente todos os dias:


DANIEL CRAIG | James Bond, o personagem, tem um trabalho sem dúvida perigoso – afinal, é impossível lutar contra grandes vilões e não se machucar um pouco. No entanto, nem as seguranças de um set de Hollywood preveniram a má sorte de Daniel Craig de atrasar as filmagens de 007 Contra Spectre – o cara sofreu dois acidentes. Em um, fraturou o joelho, e em outro fez uma concussão na cabeça.

RODOLFO VALENTINO | Esse lendário galã dos filmes mudos teve uma vida curta, mas cheia de infortúnios – nascido na Itália, emigrou para os EUA e acabou vivendo na rua por um tempo graças a falta de trabalhos. Após se casar, se divorciar e ser acusado de assassinato, fugiu das autoridades para Hollywood, onde se tornou o astro de sucessos como Paixão de Bárbaros (1921). Mas sua má sorte não terminou aí, já que aos 31 anos fez uma cirurgia de rotina no estômago e morreu de complicações imprevistas.

KEANU REEVES | O ator de sucessos como Matrix e John Wick teve uma vida difícil desde o começo – quando ainda era criança, seu pai foi preso por vender cocaína, e ainda nos anos 1990 sua irmã, Kim, foi diagnosticada com leucemia. As tragédias continuaram nos anos 2000, quando a noiva de Reeves, Jennifer Syme, teve um aborto espontâneo – e, dois anos depois, morreu em um acidente. O ator evita falar sobre sua vida pessoal desde então.

ADRIENNE SHELLY | A história da nova-iorquina Shelly é ainda mais de quebrar o coração por ser tão difícil ver uma mulher se dar bem como diretora em Hollywood. Após papéis como atriz em favoritos da plateia indie durante os anos 1990, Shelly conseguiu fundos para estrear como cineasta no elogiado Garçonete (2007) – isto é, elogiado postumamente, já que a moça foi morta meses antes da estreia por um vizinho.

SHARON TATE | A atriz texana é mais conhecida por seu trágico assassinato do que por sua carreira, apesar de ter estrelado o clássico kitsch O Vale das Bonecas (1968). Acontece que, em 1969, Tate estava há semanas de dar à luz seu primeiro filho com o diretor Roman Polanski quando membros do culto liderado por Charles Manson invadiram sua casa na calada da noite e a mataram, forçando um aborto no processo. Tate tinha apenas 26 anos de idade.

KELSEY GRAMMER | Antes de completar 30 anos, o eterno Frasier viu sua família ser atingida por não uma, mas três tragédias. Em 1968, quando Grammer tinha 13 anos, seu pai foi morto brutalmente no quintal de sua casa, onde vivia após se separar da mãe do ator; em 1975, quando Grammer tinha 20, sua irmã Karen foi estuprada e morta ao sair do trabalho, à noite; e em 1980, quando o ator completou 25, dois de seus meio-irmãos (um par de gêmeos) foram devorados por tubarões durante um mergulho.

Drew Barrymore

DREW BARRYMORE | A primeira má sorte de Barrymore foi nascer em uma família perturbada e cheia de ratos do showbusiness. Sua mãe, Jaid, não só a levava para a infame boate Studio 54 quando ela era muito pequena, como também permitiu que ela bebesse e usasse drogas ainda na pré-adolescência. Aos 14 anos, Drew se emancipou e foi para a clínica de reabilitação. Na vida adulta, no entanto, ela teve azar no amor – foram três casamentos e dois noivados fracassados.

Britney Spears

BRITNEY SPEARS | A princesa do pop é muito criticada por seu surto no meio dos anos 2000, mas não levamos muito em consideração a série de momentos azarados que podem ter levado a ele. Talvez os dois casamentos fracassados (um que durou apenas 72 horas!), o ex-marido (Kevin Federline) que cobra valores absurdos de pensão para dividir a guarda dos filhos e a relação complicada com o pai tenham sido a gota d’água.