Jeffrey Tambor e Jason Bateman

Em meio aos meses de denúncias de assédio que circulam por Hollywood, ainda é possível defender acusados e não acreditar nas vítimas? Alguns famosos provam que sim com suas lealdades a amigos e colegas falando mais alto do que as acusações.

10 famosos que viram a carreira afundar após sofrerem assédio em Hollywood

Confira:

Jason Bateman

JASON BATEMANUma entrevista do The New York Times com o elenco de Arrested Development provocou polêmica na noite da quarta (23), especialmente a conduta do protagonista Bateman, que tomou o lado do colega Jeffrey Tambor, acusado de assédio por diversas mulheres, quando a companheira de elenco Jessica Walter se disse verbalmente atacada por ele. “Baseado em ouvir a entrevista do The New York Times e a reação das pessoas on-line, eu percebi que estava errado ali”, disse depois o astro.

A atriz e comediante Sarah Silverman

SARAH SILVERMANFalando sobre o comediante Louis C.K., a quem ela considera “um irmão”, Silverman disse que “talvez seja melhor perdoar” pessoas como ele – o ator e roteirista foi acusado por várias mulheres de assédio, inclusive tirando a roupa e se masturbando na frente delas. “Há pessoas que negam tudo e continuam fazendo, e há pessoas que dizer: ‘Ei, eu estava errado, me deixe aprender’. Acho que temos que ter compaixão”, contou.

A atriz Diane Keaton
A atriz Diane Keaton

DIANE KEATONA parceira mais antiga de Woody Allen, que estrelou diversos de seus filmes icônicos, diz que “continua sendo uma amiga” do diretor e que “acredita nele” quando ele nega ter abuso da afilhada. A atriz ainda postou no Twitter uma entrevista de Allen de 1992 em que diversos aspectos do caso são abordados – confira aqui.

Javier Bardem

JAVIER BARDEMEm entrevista à Paris Match, o ator disse que “absolutamente não se sentia mal ou envergonhado” de sua associação com Woody Allen, acusado de abusar de sua afilhada menor de idade, para quem atuou em Vicki Cristina Barcelona (2008). “Se houvesse evidência que Woody era culpado, com certeza eu teria pensado duas vezes antes de trabalhar com ele. Eu tenho minhas dúvidas. Estou chocado com o tratamento dado a ele agora”, disse.

Alec Baldwin

ALEC BALDWINBaldwin, que atuou em três filmes de Woody Allen, disse no Twitter que a renúncia ao diretor e seu trabalho é “injusta e triste para mim”. O ator acrescentou que trabalhar com Allen foi “um dos privilégios da minha carreira”. Baldwin disse que ele não tinha a intenção de “minimizar ou ignorar tais queixas [as de vítimas como Dylan Farrow, afilhada de Allen]”. “Mas acusar pessoas de tais crimes deve ser tratado cuidadosamente”, acrescentou.

Sharon Stone

SHARON STONEStone saiu em defesa do colega James Franco quanto às acusações de assédio e abuso feitas contra o astro. “Eu estou consternada com o que está acontecendo com James Franco”, afirmou Stone em entrevista ao podcast do comediante Marc Maron. “Franco é o homem mais amável, querido, doce e elegante. Ele é o melhor”. Stone também tentou distinguir o que considera assediadores de “apenas idiotas”.

Alison Brie em Community

ALISON BRIEBrie é casada com Dave Franco, ator conhecido por comédias como Vizinhos, que por sua vez é irmão de James Franco, acusado de assédio por várias ex-alunas do seu curso de atuação. “Ele [James Franco] é minha família, e eu apoio a minha família. Nem tudo o que foi reportado sobre ele é correto, estamos esperando que as informações cheguem até nós. Mas esse é o momento de ouvir, e é isso que estamos fazendo”, contou ela em entrevista.

Sean Penn

SEAN PENN | Um poema assinado pelo ator, no epílogo de seu livro Bob Honey Who Just Do Stuff, parece defender acusados de assédio e estupro em Hollywood, citando por nome o comediante Louis C.K. e o jornalista Charlie Rose. “E qual é a desse ‘Me Too’? Reduzir estupro, bullying e lutas femininas a uma brincadeira de criança inconsequente?”, escreve.

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: CINEMA | FAMOSOS | MÚSICA