É sabido da dificuldade para algumas celebridades assumirem sua verdadeira sexualidade, tendo que – em muitas vezes – ter relações falsas com mulheres para se mostrarem midiaticamente.

Os famosos que se assumiram gays neste Dia dos Namorados

Sendo assim, fizemos uma lista com 7 homens famosos que acabaram deixando suas mulheres, sejam elas esposas ou namoradas, para assumirem relacionamento com outros homens.

Freddie Mercury

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Considerado um dos maiores frontman e vocalistas de todos os tempos, Freddie Mercury é um dos casos mais famosos de homens que não puderam se assumir totalmente. Inclusive, uma das canções da sua banda – Queen – fala sobre se libertar, com o cantor utilizando trajes femininos e, segundo muitas interpretações, relatando sobre isso.

Na sua vida pessoal, Mercury namorou Mary Austin durante seis anos, porém, quando esse a deixou por um homem, eles continuaram amigos até a morte do astro.

Na biografia de Matt Richards e Mark Langthorne “Somebody to Love: The Life, Death, and Legacy of Freddie Mercury”, eles revelam que, quando ele disse a Austin que era bissexual, ela respondeu: “Não, Freddie, você é gay”. Richards e Langthorne também afirmam que Freddie sempre chamou Mary de “o amor de sua vida”, mesmo depois de mudar de relacionamento com outro homem.

Elton John

O cantor se assumiu como bissexual em uma entrevista a Rolling Stones, em 1976. Por ser um momento conturbado para a causa LGBT, a declaração de Elton John causou uma certa comoção. Na época, ele já vivia com seu empresário e era abertamente gay.

Em 1984, o artista se casou com a engenheira de som Renate Blauel, o que chamou bastante atenção. Porém, o casório durou pouco tempo e terminou só quatro anos depois. Em uma declaração pública no seu Instagram pessoal, John revelou que nesse período falhou, dizendo que “negou quem eu realmente sou”.

Alguns anos depois, ele conheceu David Furnish, aonde os dois realizaram uma parceria civil em 2005, quando foi aprovada uma lei que permitia casais do mesmo sexo realizarem isso. Os dois se casaram nos Estados Unidos no 9º aniversário juntos.

Cary Grant

Um dos maiores nomes do cinema clássico hollywoodiano, Cary Grant, esteve durante toda a sua vida envolvido em rumores sobre sua sexualidade. Durante os anos 40, ele chegou a ameaçar processar um colunista de fofocas, que teria difamado notícias sobre o mesmo.

O ator se casou com a atriz Virginia Cherrill, em 1935, mas foi um total fracasso pois terminaram cedo demais. Sendo assim, ele viveu a maior parte da sua vida com o estilista Orry-Kelly e o ator Randolph Scott. Apesar da vivência em conjunto e de, segundo relatos do período, eles se relacionarem de forma extremamente carinhosa intimamente, nunca nada foi assumido publicamente. Grant, inclusive, chegou a proibir legalmente Kelly de relatar em suas memórias sobre o caso.

Alan Cumming

O ator escocês Alan Cumming, em entrevista ao The Guardian, falou sobre sua sexualidade no ano de 2003, assumindo-se como bissexual. Ele disse que quase chegou a casar com uma segunda mulher depois do divórcio com a atriz britância Hilary Lion, em 1993. Depois disso, ele disse que começou “a ir para o outro lado”.

Após um curto período de tempo, o artista começou a namorar o artista gráfico Grant Shaffer e se casou em 2007 com o mesmo, segundo relata a People.

Mesmo muitos pensando que Cumming seria homossexual, ele não deixou de se assumir como bi em uma entrevista à Instinct Magazine. “Eu ainda me defino como bissexual, embora tenha escolhido ficar com Grant. Sou sexualmente atraído pela forma feminina, mesmo estando com um homem”, disse o ator.

Little Richard

Talvez seja o caso mais controverso de todos, principalmente pelas suas declarações sobre a sexualidade. Para se ter uma ideia, o músico chegou a se afirmar como “omnisexual”, denunciando todos os homossexuais como “doentes”. Atualmente, segundo o The Advocate, sua visão ainda é a mesma, descrevendo relações que não entre homem e mulher como “afeição não-natural”.

Em 1995, Little Richard se assumiu como homossexual para a Penthouse, revelando que foi sempre assim. Ele ainda falou mais sobre isso em 2012, quando relatou para GQ que nos seus dois relacionamentos com mulheres, elas diziam que as relações homossexuais que o cantor tinha eram apenas prazer próprio, mesmo ele se “entregando a isso oito ou nove vezes por dia”, segundo o mesmo.

Apesar desses diversos casos, Richard nunca realmente assumiu um relacionamento com outro homem.

Ricky Martin

Um dos nomes mais famosos dessa lista, Ricky Martin se assumiu como homossexual no ano de 2010, em um comunicado no seu site oficial. “Tenho orgulho de dizer que sou um homem homossexual feliz”, escreveu ele.

Em uma entrevista com a Vulture, o cantor falou sobre sua antiga parceira, Rebecca de Alba, no qual teve um relacionamento duradouro, dizendo extremamente feliz por ela ter feito parte da sua vida, já que “ela foi poderosa e ela sabia sobre mim. Ela sabia que eu era gay, mas nós estávamos juntos.”, Martin disse.

Durante os anos 90 e 2000, o artista teve um total foco em sua carreira e achou o amor da sua vida no artista sueco Jwan Yosef, após uma troca de mensagens no Instagram. Em 2017, os dois se casaram oficialmente em uma cerimônia secreta.

Lance Bass

Outro nome de destaque é de Lance Bass, antigo membro do grupo ‘N Sync. Ele revelou em uma entrevista ao E! News, em 2007, que foi casado com uma mulher por cerca de 5 minutos. O caso aconteceu em algum momento entre “1999 ou 2000″, segundo o mesmo, pelo motivo que ele e um amigo queriam bebidas gratuitas durante a noite toda”. Apesar de não falar mais sobre essa situação, ele diz em tom de brincadeira que sua ex-mulher tem uma boa relação de amizade com ele.

Atualmente, Bass é casado com o baixista Michael Turchin que, em 2014, foram o primeiro casal do mesmo sexo a se casar em uma rede de televisão americana. Os dois continuam juntos atualmente.