Chandler e Monica no altar

Hoje é Dia dos Namorados, a data mais romântica do ano. Esteja você sozinho ou acompanhado, talvez seja uma boa pedida lembrar dos momentos mais amorzinho das séries de TV e seus casais inesquecíveis.

Dicas de filmes para assistir no Dia dos Namorados

Confira os romances mais épicos das séries:

Rachel e Ross em Friends

RACHEL & ROSS (Friends) | É claro que tínhamos que começar com o casal no qual a sitcom Friends mais investiu tempo – a relação complicada de Ross e Rachel passou por muitas idas e voltas (e polêmicos momentos de “dando um tempo”), eles tiveram um filho juntos, mas só resolveram se juntar de vez no final da série, na 10ª temporada. Problemáticas típicas da época afora, é uma grande história de amor.

Chandler e Monica no altar

CHANDLER & MONICA (Friends) | No entanto, este que vos fala é totalmente imparcial ao outro romance que Friends abordou, aquele entre Chandler e Monica. A harmonia entre esses dois é incontestável, o senso de humor que eles guardavam um com o outro e a afeição atrapalhada que surgia de vez em quando – tudo conspirava para que o famoso casal “Mondler” fosse mais adorável do que qualquer outro.

SAM & DIANE (Cheers) | Os casais de Friends não seriam nada sem a relação “será que eles vão ficar juntos?” original, aquela entre Sam e Diane na lendária sitcom Cheers. Ted Danson e Shelley Long marcaram os seus nomes na história da TV como o casal mais relutante do bar que servia de cenário para as confusões da série.

LOIS & CLARK (Lois & Clark) | As história do Superman sempre tiveram um elemento romântico com o seu cortejo da repórter Lois Lane – mas nenhuma versão explorou esse ângulo tanto quanto a série Lois & Clark, estrelada por Dean Cain e Teri Hatcher. Após quatro temporadas, no entanto, eles ficaram juntos e o mistério acabou, deixando os fãs decepcionados.

JONATHAN & JENNIFER (Casal 20) | Jonathan (Robert Wagner) e Jennifer Hart (Stefanie Powers) encontraram uma maneira única de “apimentar” o casamento inquebrável – eles partiram em aventuras juntos como uma dupla de detetives particulares. A série ficou tão marcada no imaginário popular que “casal 20” virou gíria para todo casal apaixonado.

CAM & MITCHELL (Modern Family) | Esses dois maravilhosos nos fazem rir desde 2009, quando Modern Family estreou – e a recente queda de qualidade da sitcom não é desculpa para negar o legado deles. O animado Cam (Eric Stonestreet) e o tenso Mitch (Jesse Tyler Ferguson) foram por muito tempo o exemplo primário de romance LGBT+ na TV aberta americana.

Nomi e Amanita em Sense8

NOMI & AMANITA (Sense8) | Com o lançamento do episódio final de Sense8 na última sexta (08) ficou claro o legado de inclusividade e amor que a série da Netflix deixou para trás – e o casal Nomi (Jamie Clayton) e Amanita (Freema Agyeman) é o exemplo maior disso. Essas personagens fascinantes, cheias de carinho para dar, povoaram nossa tela com a elegância e bravura de tantos membros reais da comunidade LGBT+.

COSIMA & DELPHINE (Orphan Black) | Com tantos clones de Tatiana Maslany andando por aí, é claro que um deles tinha que ser LGBT. A cientista Cosima superou uma doença grave, traições, a perseguição de um culto pseudocientífico – tudo para ficar com o amor de sua vida, Delphine, no final. Que jornada maravilhosa!

Cena de This is Us.

JACK & REBECCA (This is Us) | Milo Ventimiglia e Mandy Moore viraram #couplegoals de todo mundo quando estrearam como Jack e Rebecca em This is Us – a história complicada e dolorida desses lindos ainda deixa espaço para um amor muito tranquilo e carinhoso, que conquistou os espectadores de primeira.

RANDALL & BETH (This is Us) | This is Us sabe mesmo como fazer casais inesquecíveis – Beth e Randall tem um estilo comunicativo e bem-humorado de se relacionar que nos pega de primeira, nos engajando na linda história de amor que eles vivem, e na belíssima família que eles construíram juntos.

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: CINEMA | FAMOSOS | MÚSICA