Com a estreia de Homem-Aranha no Aranhaverso, é o período ideal para revisitar a trajetória do Amigão da Vizinhança nos cinemas, relembrando todos os seus filmes.

Aqui, ranqueamos os filmes do Homem-Aranha do pior ao melhor, mas levando em conta apenas seus filmes solo – desconsiderando as participações em Capitão América: Guerra Civil ou Vingadores: Guerra Infinita.

Confira abaixo.


7. O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (2014)

Uma das grandes bagunças cinematográficas da última década. O segundo filme do Aracnídeo de Andrew Garfield ajudou a fazer o personagem voltar para a Marvel Studios, além de enterrar diversos projetos da Sony. É um filme inchado e com tom inconsistente, que parece querer aprofundar-se no melodrama e em um thriller de espionagem (?) ao mesmo tempo em que soa cartunesco e brega no pior sentido.

6. O Espetacular Homem-Aranha (2012)

Após a trilogia de Sam Raimi, a Sony confiou em Marc Webb para reinventar Peter Parker nos cinemas, com um resultado irregular. Traz diversas mudanças no que tornam o personagem tão empático, além de ser pouco inspirado em ação, história, visual e o péssimo vilão Lagarto. Mas é inegável que Andrew Garfield seja um ótimo ator, e que sua química com Emma Stone é genuína.

5. Homem-Aranha 3 (2007)

O terceiro filme de Sam Raimi na fase final de Tobey Maguire nos cinemas é uma das obras de quadrinhos mais injustamente criticadas do gênero. É um filme imperfeito e que sofre com o excesso de linhas narrativas e algumas ideias ruins (como desenterrar a trama da morte do tio Ben), mas que acerta no estudo dos dilemas de Parker e seu lado sombrio, além de conter cenas de ação espetaculares e uma direção sempre competente de Sam Raimi, que é um maestro com a câmera.

4. Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017)

Com a Marvel Studios finalmente integrando o Homem-Aranha ao universo dos Vingadores, Tom Holland pôde brilhar em um filme inteiramente seu. O carisma do ator é certamente o ponto mais alto de De Volta ao Lar, que carece de uma boa direção e um capricho na produção, que segue o padrão básico de produções de Kevin Feige – o CGI é um dos pontos fracos. Porém, o foco em algo mais adolescente e colegial é definitivamente um acerto, com muito bom humor e um lado mais descontraído do herói, além de um ótimo vilão na pele de Michael Keaton.

3. Homem-Aranha no Aranhaverso (2018)

Uma carta de amor ao personagem. Livre das amarras de qualquer cronologia ou franquia e com apenas a criatividade como limite, a animação Homem-Aranha no Aranhaverso é um dos grandes esforços do cinema de quadrinhos. É uma trama de origem básica, com Miles Morales em foco, mas que bate mais forte por trazer uma narrativa metalinguística e que celebra as grandes fases do Aranha nos quadrinhos – ao mesmo tempo em que revoluciona estilos de animação com algo inteiramente novo.

2. Homem-Aranha (2002)

O primeiro filme com Tobey Maguire é uma das adaptações de quadrinhos mais importantes da História. Nas mãos de Sam Raimi, Homem-Aranha tornou-se um padrão a ser seguido sobre como levar quadrinhos para o cinema, apresentando uma história de origem sólida e bem contada, além de um elenco de peso, boas cenas de ação e um trabalho de direção fantástico, que preserva as origens das HQs ao mesmo tempo em que encontra sua própria voz nas telas.

1. Homem-Aranha 2 (2004)

Campeão insuperável. Tudo o que já era bom no primeiro filme foi aprimorado na continuação, com Raimi apostando em um nível de ação ainda mais espetacular ao trazer o Doutor Octopus como vilão. Mais do que isso, o que se sobressai em Homem-Aranha 2 é o drama pessoal do protagonista, que nunca foi tão forte e complexo do que aqui, ao passo em que acompanhamos Peter Parker em uma forte crise psicológica, algo que pouquíssimos filmes do gênero se arriscam a tentar. Não é apenas o melhor filme do Homem-Aranha, é o melhor filme que traz o selo da Marvel. Sem sombra de dúvida.

Os filmes de super-heróis mais empolgantes de 2019