A 91ª edição do Oscar aconteceu na noite deste domingo, 24 de fevereiro, e pela primeira vez em décadas a cerimônia não teve um apresentador. Com isso, a transmissão foi guiada pelas categorias e pela direção das câmeras, que não conseguem captar todos os momentos inesperados da premiação.  

A apresentação do Queen, Tina Fey, Amy PoehlerMaya Rudolph roubando a cena como as melhores não-apresentadoras e o pulo de Spike Lee em Samuel L. Jackson ao ganhar seu primeiro Oscar. Esses foram os pontos altos que as câmeras da cerimônia conseguiram captar.

Oscar 2019 | Sem apresentador, audiência da premiação aumenta


Confira 10 momentos que você não viu na transmissão da cerimônia do Oscar 2019.

Rami Malek caiu do palco

Depois que a cerimônia acabou, o vencedor de Melhor Ator, Rami Malek caiu do palco. O astro de Bohemian Rhapsody foi fotografado ao lado do palco do Oscar, ainda com sua estatueta em mãos. O ator rapidamente se recuperou da queda, participou de entrevistas nos bastidores e pareceu estar de bom humor no Baile dos Governadores.

Melhor Filme não agradou a todos 

O diretor e vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado por Infiltrados na Klan, Spike Lee, se mostrou claramente irritado com a escolha da Academia para a categoria Melhor Filme. Quando o vencedor Green Book: O Guia foi anunciado, Spike Lee tentou sair da premiação. Segundo o Yahoo Entertainment, o diretor se levantou e tentou deixar a cerimônia, mas não permitiram que ele saísse. Relutante, ele retornou ao seu lugar mas permaneceu de costas durante o restante do discurso.

Bohemian Rhapsody foi vaiado

Bohemian Rhapsody foi o maior vencedor da noite. A biografia de Freddie Mercury e da banda Queen levou quatro estatuetas. Entretanto, nem todo mundo foi um grande fã do filme. Durante a entrega do prêmio de Melhor Edição, era possível ouvir vaias para o longa, que acabou levando a estatueta.

Melhor Atriz pegou todos de surpresa

A grande aposta para o prêmio de Melhor Atriz era Glenn Close por seu papel em A Esposa. Porém, a atriz vai continuar sem uma estatueta, essa foi a sétima indicação de Glenn Close ao Oscar. O prêmio foi para Olívia Colman, e ao ser anunciado foi possível ouvir a reação da platéia, que se mostrou chocada, assim como a própria vencedora.

Lady Gaga distribuiu abraços

A indicada ao Oscar de Melhor Atriz e vencedora da categoria Melhor Canção Original passou a noite celebrando sua vitória e a dos outros vencedores da noite. A cantora e atriz passou a cerimônia abraçando os indicados e vencedores, desde Melissa McCarthy, Glenn Close e Rami Malek.

Chris Evans ajudou Regina King a subir no palco

A vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, Regina King, recebeu ajuda de ninguém menos do que o próprio Capitão América, Chris Evans. O vestido de Regina King tinha uma cauda e após um pequeno tropeço, o ator de Vingadores se ofereceu para ajudar a vencedora a subir ao palco.

O discurso de Spike Lee foi censurado

Spike Lee ganhou seu primeiro Oscar na noite de ontem. O diretor e roteirista de Infiltrados na Klan literalmente correu até o palco e deu um abraço entusiasmado em Samuel L. Jackson, com quem tem uma parceria de longa data. O discurso que abordaria a escravidão, o sucesso tardio dos negros na premiação e a eleição presidencial de 2020 teve partes censuradas pela organização da cerimônia. Falando diretamente no microfone, Spike Lee disse à sala: “Não ligue aquele maldito relógio!”.

Olivia Colman brindou a vitória de Roma

Minutos antes de ser anunciada como a vencedora da categoria Melhor Atriz, Olivia Colman estava nos bastidores brindando a vitória do filme Roma na categoria Melhor Filme Estrangeiro.

A mãe de Rami Malek foi aplaudida de pé

Durante seu discurso ao vencer o prêmio de Melhor Ator, Rami Malek lembrou sua origens e mandou um beijo para a mãe, que estava presente na cerimônia. A câmera não conseguiu encontrar a mãe do ator, que estava em um dos mezaninos, mas ela foi aplaudida de pé por quem estava ao seu redor.

SZA foi a última pessoa a passar pelo tapete vermelho

Muitos especularam que seria Lady Gaga a última artista a passar pelo tapete vermelho. Porém, a cantora SZA, indicada ao Oscar de Melhor Canção Original por All The Stars, do filme Pantera Negra, foi a última a impactar ao passar pelo tapete.