Após anos de monopólio das séries da DC na TV, a CW finalmente encontrou um adversário à altura: O DC Universe. O serviço de streaming deve contar com várias novas séries no futuro, e por enquanto, Titãs já se estabelece como uma grande produção da companhia.

Diferentemente da animação dos anos 2000, a nova série live-action não tem medo de investir em tensão, perigo e polêmica. Com uma narrativa diferente das séries do Arrowverso, Titãs vem conquistando o coração dos fãs.

Titãs | Nova foto traz detalhes do traje de Estelar na série da DC

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Confira abaixo 10 razões pelas quais Titãs é melhor que Arrow, The Flash e outra séries do Arrowverso!

O Uso de Personagens Proibidos

As regras do Arrowverso sempre foram um pouco inconsistentes no tocante à utilização de personagens da DC. Na primeira temporada de Supergirl, nenhum ator foi escolhido para interpretar o Superman, mas tudo isso mudou na segunda temporada. O Arrowverso passou a citar o Batman, e ambientar episódios em Gotham, mesmo sem poder mostrar o personagem de nenhuma forma. Em Titãs, no entanto, tais restrições não existem. Qualquer personagem da DC pode ser utilizado livremente, o que permite que a imaginação dos roteiristas voe livremente.

Titans –SuitShoot–Photo Credit: Steve Wilkie / ©2017 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved

Violência? Sem problemas

As séries da DC na CW não podem mostrar atos de violência explícita, devido à legislação estadunidense das emissoras e a classificação indicativa dos programas. Em Titãs, a violência nunca foi um problema. A série chegou até a ser criticada por apostar em um lado mais obscuro das HQs, mas a escolha tem agradado o público. Tudo é mais cru, mais real e mais violento, mas tudo isso têm uma intenção específica. É a visão dos roteiristas que traz cenas memoráveis e excitantes. A violência da história também é relevante para o enredo, especialmente com Dick Grayson, tentando encontrar o próprio caminho enquanto vive na sombra de seu mentor.

Tom e narrativa bem estabelecidos

Como as séries da CW são escritas por pessoas diferentes e contam com inúmeros episódios, a continuidade e a concisão narrativa ficam prejudicadas. Roteiristas tem que pensar em vários arcos para diversos personagens, com resultados variados. Fica evidente que os criadores das séries passaram um bom tempo sem saber o que fazer com alguns heróis. Por causa disso, várias séries parecem estar sem direção, repetindo enredos e sem nenhuma linha narrativa séria. Ocasionalmente, o público começa a perceber que as produções só se mantém ativas devido à sua imensa popularidade. Em Titãs, pelo menos na primeira temporada, a linha narrativa foi clara: os eventos que levaram à formação dos Jovens Titãs.

Referências gratuitas no Arrowverso

Como o Arrowverso não tem acesso à vários dos personagens mais populares da DC, as séries encontram novas maneiras de confirmar que esses personagens ainda existem no Universo. O problema é que parte dessas referências não levam a lugar algum, apenas distraindo o público da condução normal das narrativas. Por exemplo, na formação do Esquadrão Suicida, em Arrow, a Arlequina apareceu apenas uma vez, para nunca mais voltar. Houve também uma referência massiva ao Hall da Justiça durante o crossover da Invasão, que nunca mais foi comentada. Em Titãs, a maioria das referências carregam um peso maior dentro da série. As referências ao Batman tem significações com o Robin, enquanto às da Patrulha do Destino fazem sentido para Mutano.

Melhor figurino

Os uniformes dos heróis do Arrowverso costumam ser um conjunto de jaquetas de couro de cores diversas. Devido ao maior orçamento, Titãs focou no design do figurino dos personagens, e conseguiu resultados impressionantes. Especialmente os uniformes de Robin, Rapina e Columba se destacam.

Cenas de ação

Ninguém acha que as cenas de ação das séries do Arrowverso são ruins, mas todos podem concordar que elas não são exatamente boas. Como a maioria das produções foca mais no desenvolvimento dos personagens do que em seus poderes, a maioria das cenas de ação aposta em computação gráfica, muitas vezes mal utilizada. Em Titãs, os diretores realmente investiram tempo e pensamento em cenas de ação eletrizantes. Com a câmera se movendo nas cenas de luta, o processo parece dinâmico, intenso e bem coreografado.

Ousadia!

A maior diferença entre as séries do Arrowverso e Titãs é seu público. As séries da CW são transmitidas em cadeia nacional, e isso carrega várias responsabilidades e características específicas. Já Titãs, como é uma série de streaming, não precisa se preocupar com regulações de audiência. As séries da CW sempre foram produzidas para que uma família tradicional não seja ofendida por nada que é mostrado. Titãs, no entanto, não tem medo de correr riscos. Das mudanças nos personagens ao maior uso da violência, passando pela possível utilização do Batman como um vilão, a série vem se provando extremamente ousada.

Cinematografia criativa

Como as séries do Arrowverso são produzidas “em massa” por uma grande emissora, não existe o cuidado em deixar a cinematografia de cada uma realmente moderna, original ou impactante. As séries são filmadas essencialmente da mesma maneira, quase sem utilizar truques de câmera. Mesmo que Titãs não tenha uma cinematografia perfeita, pelo menos é possível perceber que o movimento das câmera é feito com criatividade, especialmente nas cenas de luta.

Titans Ep. 101–Photo Credit: Steve Wilkie / ©2017 Warner Bros. Entertainment Inc. All Rights Reserved

Utilização responsável de elementos sobrenaturais

Uma dos arcos mais criticados de Arrow aconteceu quando a CW decidiu introduzir elementos sobrenaturais na série. Magia e ocultismo são elementos narrativos que podem transformar uma série se bem utilizados, e afundá-la se tratados com banalidade. E em geral, as séries do Arrowverso não contam com um bom histórico de escolhas envolvendo magia. Os poderes de Damien Dahrk sempre parecerem um pouco estranhos. Mallus e seus seguidores nunca foram muito bem explicados. Constantine é exceção à regra, mas como protagonista de uma série solo baseada completamente no sobrenatural, era de se esperar que esses elementos fossem melhor trabalhados. Ravena é a principal representante do mundo oculto em Titãs, e a série vem utilizando a narrativa da personagem de maneira responsável e inspirada. A série também contou com excelentes momentos de terror, algo que nunca aconteceu no Arrowverso.

Melhor computação gráfica e efeitos especiais

Nesse quesito, tanto as séries do Arrowverso quanto Titãs apresentam problemas. Como a CW precisa se escorar no CGI para representar os poderes dos personagens, os efeitos especiais são produzidos às pressas, e não contam com muita pós-edição e balanceamento. A má utilização da computação gráfica conseguiu criar algumas das piores cenas da TV contemporânea. Em Titãs, embora a qualidade do CGI não seja tão incrível, detalhes como o Laço de Donna Troy e a pouca utilização dos poderes de Mutano conseguiram criar um senso de realidade e imersão.

Titãs | Data do início das filmagens da 2ª temporada é revelada

Todos os episódios da primeira temporada de Titãs já estão disponíveis na Netflix. A segunda temporada ainda não tem previsão de estreia, mas deve começar produção em breve.