O remake live-action de Aladdin, produzido pela Disney, já ganhou alguns trailers e teasers. A reação do público não foi muito boa, e o filme pode se tornar a primeira bomba da Disney em muito tempo.

Da escolha dos atores à animação dos personagens, confira abaixo 5 motivos pelos quais devemos nos preocupar com o remake de Aladdin.

Expansão desnecessária

Assim com os outros remakes live-action da Disney, como Cinderela e A Bela e a Fera, Aladdin também deve ter seu enredo estendido para ocupar a duração do filme. Novas canções devem ser interpretadas e novos personagens introduzidos, elementos que não eram necessários ao filme original. É de se entender que um filme live-action precisa de um enredo mais complexo. Porém, o longa não deve perder o espírito que assegurou o sucesso do original.


O histórico da Disney

As últimas adaptações live-action dos filmes da Disney faturaram muito dinheiro e agradaram grande parte do público. No entanto, parte dos fãs dos filmes originais não ficou satisfeita com o resultado. Especialmente em A Bela e a Fera, a trama foi percebida como superficial e sem emoção, não tocando o público da maneira que a animação conseguiu.

Questões étnicas

Aladdin se passa obviamente em uma nação do Oriente Médio. O filme original não tinha nenhum personagem de origem europeia. No entanto, no remake será introduzido um príncipe branco, interpretado por Billy Magnussen. O personagem é completamente novo. Para deixar tudo mais complicado, aparentemente diversos figurantes brancos foram adicionados às cenas em Agrabah, o que tira a autenticidade do lugar. Além disso, Naomi Scott, uma atriz com descendência indiana, foi escolhida para interpretar a princesa árabe Jasmine.

Jafar

O vilão Jafar é com certeza uma das partes mais divertidas (e icônicas) de Aladdin. Super dramático, megalomaníaco e exagerado, o personagem ganhou o coração dos fãs. No entanto, o novo Jafar parece muito normal. Seu visual não chama a atenção e sua voz é drasticamente diferente da utilizada no filme original. Ainda existe a possibilidade de Marwan Kenzari roubar a cena, assim como esperam muitos fãs.

O Gênio

Will Smith pode até fazer um trabalho impressionante como o novo Gênio, mas infelizmente, ninguém conseguirá superar Robin Williams. A performance do falecido ator é a verdadeira cereja do bolo no Aladdin original, e Will Smith tem um posto extremamente difícil para assumir.

Aladdin, o próximo live-action da Disney, chega aos cinemas no dia 23 de maio.