Quando Supernatural foi lançada, em 2005, a série fazia parte de uma onda de produções sobrenaturais voltadas para adolescentes e jovens adultos, como Buffy: A Caça-Vampiros, Roswell e Charmed.

14 anos e mais de 300 episódios depois, Supernatural é a série mais duradoura do gênero na história da televisão nos Estados Unidos. A série histórica deve chegar ao fim com sua próxima temporada, e com certeza vai deixar saudades em sua enorme base de fãs.

Confira abaixo um ranking das melhores e piores temporadas de Supernatural, segundo a opinião dos críticos e as notas do Rotten Tomatoes


8ª temporada (67% no Rotten Tomatoes)

Na oitava temporada de Supernatural, Dean retorna do Purgatório e se frustra ao saber que Sam não procurou por ele. A temporada incorporou inúmeros flashbacks, tanto de Dean no Purgatório quanto do relacionamento de Sam com Amelia. Além disso, a série introduziu Benny, o amigo vampiro de Dean, Kevin Tran e Metatron. A oitava temporada também marcou a chega de Jeremy Carver como showrunner.

A temporada foi criticada por seu nível inferior aos anos anteriores da série. Segundo Mark Hale, crítico do The New York Times, “a série está sendo lenta e entediante, sem novidades no roteiro e sem vida na história”.

1ª temporada (68% no Rotten Tomatoes)

Como é de praxe em séries mais duradouras, a primeira temporada serve para estabelecer a premissa da história e o tom da narrativa. A primeira temporada de Supernatural investiu mais no estilo “monstro da semana”. Mesmo assim, críticos já viam o potencial na nova produção. “A série aborda vários assuntos da vida real que serão percebidos por espectadores mais astutos, e é bem mais interessante que um drama com garotos bonitos”, avaliou Emily Ashby, da Common Sense Media.

7ª temporada (80% no Rotten Tomatoes)

Com a terceira pior nota, a sétima temporada de Supernatural impressiona pela avaliação positiva. O sétimo ano da série tratou da invasão dos Leviatãs. Além disso, a série introduziu Charlie, a hacker mais querida dos fãs de Supernatural. O momento mais triste foi com certeza a morte de Bobby.

A maioria das críticas sobre a sétima temporada de Supernatural foi positiva. “Sam e Dean cresceram e progrediram por inúmeros grandes eventos, e mesmo assim conseguem manter suas características principais”, observou Sean McKenna, do TV Fanatic.

3ª temporada (83% no Rotten Tomatoes)

A grande vilã da terceira temporada de Supernatural era Lilith, o primeiro demônio. A temporada contou com apenas 16 episódios, a mais curta da série. A produção foi encurtada devido à greve dos roteiristas. No entanto, segundo o crítico William Thomas, da Empire, “foi a temporada mais divertida até agora”.

10ª temporada (80% no Rotten Tomatoes)

Empatada com a terceira, a décima temporada da série surpreendeu críticos ao provar que após 10 anos, Supernatural ainda tinha histórias para contar. “O aspecto mais assustador de Supernatual é o fato da série continuar criativa e atraindo novos espectadores”, afirmou Mark Dawidziak, do The Cleveland Plain Dealer. Na décima temporada, Dean se tornou um demônio por um certo período de tempo.

12ª temporada (86% no Rotten Tomatoes)

Muitas coisas aconteceram na décima segunda temporada de Supernatural. A mãe dos Winchesters voltou à vida, os Homens das Letras britânicos foram introduzidos e Lúcifer voltou à ação. A temporada foi vista com bons olhos pelos críticos. “A décima segunda temporada tem emoção, intriga e empatia, e não tem medo de ser genuinamente assustadora”, afirmou Eric Joseph, do site We Got This Covered.

11ª temporada (88% no Rotten Tomatoes)

Na décima primeira temporada de Supernatural, Sam e Dean enfrentam a Escuridão. Também chamada de Amara, a irmã de Deus se tornou uma das vilãs mais memoráveis da série. Críticos elogiaram a condução da trama, a introdução de novos elementos na mitologia e o apreço às críticas dos fãs e às raízes da série.

9ª temporada (89% no Rotten Tomatoes)

A nona temporada de Supernatural continuou diretamente os eventos da oitava. Todos os anjos do Céu caíram na terra, e os irmãos Winchesters enfrentaram adversários como Abaddon e Metatron. Críticos gostaram da direção que a trama estava assumindo, a apoiaram o foco na adaptação dos anjos caídos na terra. “O conflito entre os Winchesters foi orgânico e justificado em uma maneira inédita”, afirmou MaryAnn Sleasman, do TV.Com.

14ª temporada (90% no Rotten Tomatoes)

A temporada atual de Supernatural já conquistou o coração dos críticos. A trama do décimo quarto ano da série foi focada na possessão de Dean pelo Arcanjo Miguel. Críticos gostaram de ver Jensen Ackles interpretando um personagem diferente e ao mesmo tempo sentiram falta de Dean. A carga emocional dos novos episódios também foi muito elogiada.

As 5 melhores temporadas de Supernatural empatam com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes.

2ª temporada

A segunda temporada de Supernatural investe em uma trama mais sólida e explora os efeitos das ações do demônio Azazel. Críticos consideraram que a segunda temporada apresentou uma melhora significativa em relação a primeira, e se estabeleceu como uma produção de sucesso.

4ª temporada

A quarta temporada de Supernatural introduz um dos personagens mais queridos pelos fãs: Castiel. O anjo traz Dean de volta do inferno, e a temporada foca na luta contra o tempo, já que os irmãos tentavam impedir que Lilith quebrasse os selos e libertasse Lúcifer. “A série executa o que se propõe com eficiência e confiança”, afirmou o jornal The Chicago Tribune sobre a quarta temporada.

5ª temporada

A quinta temporada de Supernatural encerra de maneira memorável a trama que começou no início da série. Os Winchesters lutam contra o próprio Diabo e tentam impedir que o Apocalipse aconteça. “Há muitos momentos maravilhosos para mencionar”, afirmou Joe Julians, do site Digital Spy.

6ª temporada

Na sexta temporada de Supernatural, Sam retornou do inferno sem sua alma. Críticos adoraram a temporada, elogiando a capacidade dos showrunners de manter a expectativa alta e a história interessante após a conclusão de uma trama importante. No entanto, o público não gostou tanto assim. Mesmo com 100% de avaliação entre os críticos, a nota do público é um pouco menor: 81%.

13ª temporada

A décima terceira temporada de Supernatural envolveu Nephilins, dimensões alternativas, volta de personagens mortos e vários novos elementos. Foi exatamente esse aspecto que mais agradou os críticos. Muitos elogiaram a capacidade da série de introduzir elementos completamente diferentes após 13 anos no ar.

Nos EUA, a 14ª temporada de Supernatural já foi exibida. No Brasil, a Warner Channel transmite os episódios durante as terças, às 21h40.

Supernatural vai chegar ao fim com a 15ª temporada, que deve estrear em 2020.