Outlander é uma série complexa e bem produzida, um prato cheio para fãs de romances e dramas históricos.

A produção da emissora americana Starz é baseada nos livros de Diana Gabaldon, e acompanha a história de Claire, uma enfermeira da época da Segunda Guerra Mundial que é misteriosamente transportada para a Escócia do século XVIII.

Nos cenários espetaculares do país, ela encontra Jamie, um guerreiro que se torna seu grande amor.


O site What Culture reuniu 10 motivos para você dar uma chance para Outlander. Confira abaixo!

Personagens desenvolvidos

Até mesmo os personagens coadjuvantes de Outlander tem personalidades complexas e desenvolvidas, com motivações, crenças e particularidades. Um exemplo disso é Geillis Duncan. A personagem divide o público entre amor e ódio, e consegue causar uma impressão duradoura mesmo sem tanto tempo de tela.

Reviravoltas

Reviravoltas e ganchos impressionantes não são raridade em Outlander. A série toma decisões corajosas e muda completamente o rumo da história várias vezes. Outlander também usa de maneira memorável o recurso dos flashbacks e flash-forwards.

A relação de Jamie e Claire

Jamie é um homem do passado, com visões rústicas e antiquadas. Mesmo assim, ele consegue mudar suas opiniões e desenvolver uma relação respeitosa e duradoura com Claire. O relacionamento dos dois é muito equilibrado, e Claire não é apena uma donzela inocente, como acontece em muitas séries de época. Ela salva o amado várias vezes, e não tem medo de arriscar sua vida para garantir a segurança de seu homem.

Química

A química entre Claire e Jamie é inegável. O espectador não tem outra opção senão ser conquistado pelo casal e torcer pela felicidade dos dois. Sam Heughan e Caitriona Balfe fazem um trabalho excepcional no papel de dois personagens que parecem realmente se amarem.

Fotografia

O visual de Outlander é de tirar o fôlego. A série usa ao máximo as maravilhas da Escócia, que parece um mundo mágico. Os cenários são super bem produzidos, e parecem realmente ter vindo de outras épocas. Além disso, os efeitos especiais não deixam a desejar.

O vilão

Para uma série se tornar realmente icônica, ela precisa de um vilão à altura. Outlander arrasa nesse sentido. Jack Randall é cruel, inteligente e consegue sucesso em grande parte de seus planos. A interpretação de Tobias Menzies é excepcional. O ator consegue fazer que o personagem realmente seja odiado pelo público.

Trauma

A série traz uma visão sensível e tocante sobre traumas dos personagens. Grande parte dos protagonistas da série passa por algo terrível em certo ponto. Os comportamentos mudam e as personalidades passam a refletir os efeitos do trauma.

Jamie

É difícil encontrar um protagonista de série tão carismático quanto Jamie. O guerreiro é bem progressista para seu tempo, já que perdeu o pai da infância e foi criado pela mãe. Ele sabe da força e inteligência das mulheres que o cercam. Além disso, Sam Heugham com trajes de época é realmente um colírio para os olhos.

Claire

Como já foi citado, Claire não é nenhuma donzela em perigo. A personagem é extremamente inteligente e usas suas habilidades com precisão para sobreviver em outra época. Ela é uma personagem feminina forte e muito bem escrita.

A cultura da Escócia

A caracterização da cultura escocesa do século XVIII em Outlander foi elogiada até mesmo por estudiosos escoceses. O povo do país é mostrado como corajoso e fiel aos seus princípios. Além disso, a série traz alguns acontecimentos reais da história do país como plano de fundo.