Houve uma ressurgência de bonecos malignos no cinema. Chucky, de Brinquedo Assassino, parecia o campeão indisputável do gênero, mas eis que Invocação do Mal trouxe a boneca Annabelle e a situação ficou mais sinistra.

Com tanto Annabelle 3: De Volta para Casa quanto o remake de Brinquedo Assassino chegando aos cinemas este anos, vamos fazer um comparativo para definir quem é o brinquedo mais assustador das telas.

Confira abaixo e que comece a competição.


Visual – Annabelle

Tanto Chucky quanto Annabelle são brinquedos para crianças, mas ambos sofreram alterações sobrenaturais que lhe garantiram um visual mais sinistro. Sinceramente, Chucky nunca foi realmente assustador (muito menos no remake), só se aproximando de algo mais perturbador quando ganhou um grande corte na cara em A Noiva de Chucky, enquanto Annabelle sempre foi sinistra simplesmente pela expressão imutável. Ponto para Annabelle.

Habilidades – Annabelle

No que diz respeito às “habilidades” dos bonecos, temos um jogo diferente. Charles Lee Ray apenas assumiu a forma de Chucky, sendo capaz de manusear objetos e voltar à vida sempre que é destruído, mas é praticamente isso – sem contar quando dividiu sua alma em múltiplos bonecos com O Culto de Chucky. Graças à força demoníaca que habita seu corpo, Annabelle é capaz de levitar objetos, pessoas e até possuir outros corpos; sem falar em suas brincadeiras com bilhetinhos no primeiro filme. Annabelle leva mais uma.

Mortes – Chucky

Precisamos levar em conta que nunca vemos Annabelle se mexendo ou fazendo qualquer tipo de ação. Todas as mortes causadas pela boneca ocorrem por interferência demoníaca, então a imagem de Annabelle fisicamente matando alguém é inexistente. Chucky, por outro lado, está sempre armado de sua faca de açougueiro e literalmente qualquer objeto pontiagudo, já tendo rendido mortes memoráveis na franquia. Ponto para Chucky.

Os filmes – Annabelle

Sinceramente, é preciso admitir que a franquia Brinquedo Assassino nunca foi exatamente excepcional. O primeiro filme é apenas divertido, e nenhuma das continuações chegou a superá-la, enquanto outras decaíram em qualidade. Annabelle teve um primeiro filme solo mediano, mas além de duas ótimas continuações, tem os dois excepcionais filmes de Invocação do Mal (onde também desempenha papéis) para levar a vantagem. Annabelle vence.

Aliados – Annabelle 

Um brinquedo assassino não pode agir sozinho, certo? Chucky já teve dois aliados memoráveis em sua franquia, com sua namorada Tiffany e o filho não-binário Glen, com resultados de qualidade variáveis. Já Annabelle já passou pelas mãos das entidades Batsheeba em Invocação do Mal, além de um espantalho sinistro em A Criação do Mal e praticamente todos os espíritos da casa dos Warren em Annabelle 3: De Volta para Casa.

Personalidade – Chucky

Essa é uma vitória fácil. Por mais que Annabelle tenha se convertido em um objeto icônico do cinema de terror contemporâneo, ela nunca fala ou se mexe. O Chucky dublado por Brad Dourif (e Mark Hamill no remake) é um espetáculo de carisma e humor negro, sendo capaz de provocar boas risadas e até chocar com suas piadas. Ponto para Chucky.

Vencedor: Annabelle.

Annabelle 3: De Volta para Casa está em exibição nos cinemas, enquanto o remake de Brinquedo Assassino estreia em 25 de agosto.