Depois de Ben Affleck abandonar o papel, Robert Pattison foi anunciado como o novo Batman, decisão essa que trouxe muita polêmica entre os fãs da DC. A nova versão mais jovem do Homem Morcego deve trazer diversas mudanças para o Universo Estendido DC nos cinemas.

O ScreenRant listou as 10 coisas que o Batman de Robert Pattinson vai mudar na DC.

10. Pouco passado para explorar

O Batman de Ben Affleck era retratado como um vigilante experiente, que estava combatendo o crime em Gotham por vários anos. Um exemplo disso é o easter egg que mostra o uniforme do Asa Noturna pichado pelo Coringa na Batcaverna, mostrando que o passado do Batman tinha muitas histórias para serem exploradas em filmes futuros.


Com o reboot, o Batman de Robert Pattinson não deve ter um passado para ser explorado, já que essa versão do herói será bem mais jovem que a versão interpretada por Ben Affleck.

9. Uma relação diferente com o Coringa

Um dos elementos mais importantes dos quadrinhos da DC – e do universo cinematográfico – sempre foi a relação entre o Batman e o Coringa. O Batman de Ben Affleck era bem mais velho que o Coringa de Jared Leto e essa dinâmica será invertida a partir de agora, já que o Batman de Robert Pattinson é bem mais jovem que o novo Coringa interpretado por Joaquin Phoenix. Esperamos que a relação entre os dois personagens seja melhor desenvolvida pela DC a partir de agora.

8. Combate mais ágil

O Batman de Ben Affleck ficou conhecido por seu físico robusto e suas cenas de ação extremamente brutais. A tendência é que isso mude bastante com o Batman de Robert Pattinson, que deve ter cenas de ação mais focadas na agilidade e estratégia.

7. Sem assassinato e armas

O Batman já teve várias versões ao longo dos quadrinhos da DC, mas uma verdade sempre se manteve: O Batman não mata. Por isso, muitos fãs ficaram irritados com o Batman de Ben Affleck, que se dispunha a matar a todo o momento, chegando inclusive a utilizar armas de fogo para isso. A tendência é que a DC responda a essa controvérsia fazendo com que o Batman de Robert Pattinson seja uma versão mais moderna, inteligente e menos brutal do personagem.

6. Bruce Wayne mentalmente instável

O ator que interpreta o Batman também tem que entrar no papel de Bruce Wayne. Ben Affleck foi bem sucedido nos dois papéis mas a tendência é que Robert Pattinson se dê ainda melhor. O que justifica isso é o personagem que o ator interpreta em Cosmópolis – um bilionário que vê sua vida virando de cabeça para baixo – que é muito parecido com Bruce Wayne. A tendência é que Robert Pattinson dê um quê de loucura ao personagem, trazendo para as telas um Bruce Wayne fragilizado como nunca vimos antes.

5. Morte de Martha e Thomas Wayne mais recente

Para o Batman de Ben Affleck, a morte de Martha e Thomas Wayne – seus pais – era uma memória distante da infância. Com o Batman de Robert Pattinson isso será bem diferente, já que o personagem é algumas décadas mais jovem, o que significa que ele estará em um momento do luto totalmente diferente da versão anterior de Bruce Wayne. Veremos como a DC vai explorar esse lado do personagem.

4. Um queixo diferente debaixo da máscara

Todo ator escolhido para interpretar o Batman deve ter um queixo memorável e imponente, já que essa é uma das partes do rosto que a máscara do Homem Morcego não cobre totalmente. Apesar de parecer bobagem, o queixo do Batman sempre foi algo icônico para os fãs e a maioria dos atores que interpretou o personagem – Ben Affleck incluso – se destacava nesse quesito. Com Robert Pattinson isso não será diferente.

3. Ausência da relação com o Flash

Em Liga da Justiça, o Batman recruta Barry Allen (o The Flash) para se unir ao grupo mais famoso de heróis da DC. A relação de tio-sobrinho entre os personagens foi bem elogiada pelos fãs, mas tudo indica que ela será esquecida agora, já que o foco do Batman de Robert Pattinson deve focar em outras histórias agora – e o ator simplesmente não tem idade suficiente para ser um mentor do Flash.

2. Sem liderança da Liga da Justiça

O Batman de Ben Affleck atuou como fundador e líder da Liga da Justiça, mas esse lado do personagem também deve ficar para trás no novo reboot. Ainda não sabemos como o Batman de Robert Pattinson vai se conectar aos outros heróis da DC, mas certamente podemos dizer que o jovem Bruce Wayne não deve liderar a Liga da Justiça como a versão anterior do personagem fazia.

1. Um futuro mais otimista

No fim das contas, o Batman de Ben Affleck era um homem amargo e sem muitas esperanças para o futuro. O Batman de Robert Pattinson dá a oportunidade para a DC construir um personagem igualmente complexo e atormentado, mas também abre espaço para uma abordagem mais otimista para o futuro de Bruce Wayne. A tendência é que o Cavaleiro das Trevas que veremos no cinema seja um jovem que ainda acredita na justiça e nas boas ações que ele é capaz de fazer.

The Batman estreia em 25 de junho de 2021.