Por 12 anos, The Big Bang Theory foi uma das séries mais populares da televisão mundial. Apesar disso, a série sempre sofreu muitas críticas, que vão desde a qualidade da série no geral até ao conteúdo específico de algumas piadas, que reforçam alguns estereótipos e são extremamente sexistas.

Saiba mais sobre séries no Observatório de Séries.

Pensando nisso, o ScreenRant listou as 10 piadas de The Big Bang Theory que envelheceram muito mal.


10. Garotas não são geeks

Uma piada recorrente de The Big Bang Theory é a de que as mulheres da série não são tão “nerds” quanto os homens. No episódio “The Bakersfield Expedition”, essa piada chega a um nível bem problemático quando as garotas tem uma conversa sobre o corpo do Thor, o que só reforça esse estereótipo bobo de que mulheres se interessam pelo lado fútil das “nerdices”.

9. Sheldon e assédio sexual no trabalho

No episódio “The Egg Salad Equivalency” de The Big Bang Theory, Sheldon faz uma piada extremamente inapropriada com sua assistente de laboratório, o que faz com que ele seja acusado de assédio. No mundo real, esse tipo de comentário certamente prejudicaria a vida de Sheldon, mas no fim das contas, a série quer que o público ache toda a situação bem engraçada, o que não é nada positivo.

8. Penny não é inteligente

A grande premissa de The Big Bang Theory é que Sheldon e Leonard são dois homens inteligentes com pouca noção social que conhecem Penny, que é exatamente o contrário. Mesmo assim, em quase todos os episódios a série faz piadas com a noção de que Penny é “burra”, o que só reforça um estereótipo extremamente negativo para as mulheres. Se nem a audiência entende tudo que os rapazes falam, por que Penny seria burra por não entender também?

7. Mulherengos

Os homens de The Big Bang Theory são extremamente machistas. Todos os homens da série têm seus momentos detestáveis, mas Howard é quem mais se destaca nesse quesito. Mesmo assim, a série faz piada com as atitudes dele o tempo todo, o que acaba passando uma mensagem bem errada sobre homens “nerds” e até sobre os homens em geral.

6. Raj e Howard e o possível “romance”

A amizade de Raj e Howard em The Big Bang Theory é bem bonita e os dois se amam genuinamente. Mesmo assim, a série tem o mal gosto de transformar isso em piada com frequência, debochando desse sentimento puro de amizade e dando a entender que existe uma conotação romântica no meio disso tudo, o que é simplesmente desnecessário.

5. Sheldon é simplesmente cruel

Nós já entendemos. Pessoas inteligentes que se dedicam apenas à ciência não possuem muitas habilidades. Em The Big Bang Theory, isso resume quem é Sheldon, mas isso não diminui o fato dele ser uma pessoa simplesmente cruel. O jeito que ele trata Amy ao longo dos anos e sua obsessão em corrigir as pessoas o tempo todo transformam ele em um grande babaca.

Sheldon em The Big Bang Theory

4. Estereótipos de Texas

Em The Big Bang Theory, alguns estereótipos de texanos – como o conhecimento profundo deles sobre futebol – são motivo de piada ao longo da série. Apesar de alguns desses estereótipos serem até positivos, as atitudes de Sheldon – como sempre um babaca – acabam tornando isso problemático também, já que ele se julga superior aos seus conterrâneos em diversos momentos.

3. A solidão de Raj

Raj sempre foi um romântico incorrigível e The Big Bang Theory sempre debochou disso. No fim das contas, todos os seus amigos conseguiram encontrar alguém especial, menos ele. Os roteiristas da série simplesmente acharam divertido fazer piadas sobre a solidão dele – que crescia a cada temporada – o que é bem triste e cruel.

2. A bizarrice de Howard

Howard sempre fez comentários inapropriados e bizarros em The Big Bang Theory, mas no episódio “The Panty Piñata Polarization” ele passa dos limites. Nesse episódio, ele usa seu conhecimento sobre a cidade de Pasadena para encontrar a casa da vencedora do reality show “America’s Next Top Model”, o que por si só já renderia a ele um processo criminal.

1. O jeito em que Amy é retratada

Amy é a grande vítima dos roteiros machistas de The Big Bang Theory. Apesar de ter sido criada para ter mais habilidades sociais que Sheldon, a personagem sofre bastante na mão dos roteiristas, que chegam inclusive a criar uma situação em que a personagem fica triste por não ser assediada, o que é uma piada extremamente desnecessária e prejudicial para sociedade nos dias de hoje.