Produzir um filme não é uma tarefa fácil. Entre batalhas de egos, decisões de estúdios e caprichos de atores, conseguir terminar um longa é mais difícil do que parece. A equipe de Bond 25 sabe bem disso.

Desde o início de sua produção, o novo filme do 007 vem sofrendo com dificuldades técnicas, orçamentárias e criativas.

O site Digital Spy reuniu evidências de uma “maldição” sobre Bond 25.


Confira abaixo!

Adiamento da estreia

Em 2017, a MGM anunciou que Bond 25 estrearia em 8 de novembro de 2019. A data foi adiada pouco tempo depois para fevereiro de 2020. Agora, o filme está previsto para estrear em 8 de abril de 2020.

A saída de Danny Boyle

Danny Boyle (Trainspotting) foi confirmado como diretor de Bond 25 em maio do ano passado. No entanto, em agosto, seu envolvimento com a franquia foi cancelado e ele deixou o projeto. A página oficial de Bond 25 no Twitter anunciou que Boyle abandonou o filme por “diferenças criativas”.

Boyle explicou em entrevista à Variety que deixou o filme por divergências em relação ao roteiro do longa. O diretor já havia escolhido um roteirista específico e o estúdio e Daniel Craig escolheram outro.

O enredo

O foco do enredo de Bond 25 também teria causado confusão nos bastidores. Segundo uma fonte consultada pelo jornal The Telegraph, produtores não estavam entusiasmados com o tema do longa. Bond 25 supostamente focaria em uma “Guerra Fria moderna”, envolvendo tensões entre os Estados Unidos e a Rússia.

Daniel Craig

Aparentemente, Daniel Craig não apenas atua como o 007, mas toma importantes decisões técnicas na franquia.

“Craig sempre tem uma grande influências em decisões sobre o elenco. Nenhuma das “Bond girls” foram escolhidas sem a sua permissão. Por exemplo, foi ele que escolheu Eva Green para Cassino Royale, e assim tem sido com todas as outras”, afirmou uma fonte ao The Telegraph.

Atrasos

Após a saída de Danny Boyle, que foi substituído por Cary Fukunaga (True Detective), Bond 25 ficou sem título, roteiro e rumo.

Segundo uma fonte consultada pelo site Mail Online, toda a equipe de produção do filme estaria contribuindo para um roteiro assinado por Phoebe Waller-Bridge, incluindo o próprio Daniel Craig.

“Eles têm uma ideia do enredo, mas o dialogo está todo sendo produzido de última hora. Não é assim que se faz um filme. Imagino que isso será resolvido na sala de edição”, afirmou a fonte.

Mesmo assim, o trabalho de Waller-Bridge como nova roteirista tem sido extremamente elogiado por pessoas ligadas à produção.

O tornozelo de Daniel Craig

Uma das notícias mais preocupantes da produção de Bond 25 foi divulgada durante gravações do filme na Jamaica. Daniel Craig escorregou em uma cena de ação e torceu o tornozelo, tendo que se transportado para os Estados Unidos para uma pequena cirurgia.

A lesão, no entanto, não mudou a data de estreia do filme, que já havia sido adiada duas vezes.

Desentendimentos no set

Durante o mesmo mês em que Craig sofreu o acidente, o ator e o diretor Cary Fukunaga foram fotografados no que parecia uma discussão acalorada. As fotos pareciam confirmar rumores de que a situação estava tensa nos bastidores.

A explosão

Para completar, uma explosão em um dos sets de filmagem de Bond 25 acabou lesionando um funcionário.

O acidente aconteceu em 4 de junho, e danificou parte do palco 007 em Pinewood Studios.

Bond 25 está previsto para estrear em 8 de abril de 2020.