CONTÉM SPOILERS

Série original mais popular da Netflix, Stranger Things ganhou mais uma temporada maravilhosa.

Enquanto a segunda temporada de Stranger Things é geralmente considerada uma versão recauchutada da primeira temporada, a terceira temporada encontrou sua própria identidade e, como tal, é muito mais memorável do que sua antecessora.


Aqui estão dez coisas da terceira temporada de Stranger Things que fizeram até mesmo os maiores fãs ficarem chocados.

A chegada de Robin

Introduzir novos personagens em uma série estabelecida é sempre complicado, porque sua chegada pode ficar deslocada na história.

Foi assim com o grupo esquisito da segunda temporada! Felizmente, e para surpresa de todos, Robin provou ser um personagem excepcional de Stranger Things.

Violência

Stranger Things nunca se esquivou da violência, mas a terceira temporada realmente se empolgou com sangue.

Nesta temporada, vimos carne derretendo dos ossos, corpos literalmente se desintegrando em poças de sangue e ossos, rostos esmagados e uma cirurgia particularmente grotesca na perna de Eleven. Foi bem intenso.

Max e Eleven

Max e Eleven formaram a mais imprevisível dupla de Stranger Things. A série subverteu nossas expectativas com Eleven brigando com Mike no início da temporada. Depois disso, ela se juntou com Max, que a ajudou a se libertar do seu passado e se tornar uma nova pessoa.

Max também deu a ela alguns conselhos sobre namorados, o que, claro, só fez a situação entre Mike e Eleven piorar.

A atitude de Hopper

Hopper estava de mau humor durante toda a terceira temporada, principalmente graças à crescente maturidade e independência de Eleven, e Joyce o surpreendeu no restaurante.

Durante essa temporada, ele estava tramando contra Mike, brigando com Joyce, e tratando o russo cativo como lixo. Foi uma mudança de ritmo interessante para o personagem, mas não agradou todos os fãs de Stranger Things.

Óbvio aumento de orçamento

Stranger Things sempre foi um dos programas mais ambiciosos e caros da Netflix, mas eles realmente investiram dinheiro na terceira temporada.

A terceira temporada parecia muito mais cinematográfica do que suas antecessoras. As cenas eram muito mais nítidas, as câmeras se moviam de forma ambiciosa e os cenários eram enormes e muito detalhados.

Desenvolvimento de Billy

Billy foi reconhecidamente um dos aspectos mais fracos da segunda temporada, e ele nunca foi realmente bem-vindo em Stranger Things. O público achava que ele era chato, clichê e unidimensional.

No entanto, no final, ele se redimiu através do sacrifício, chamando a atenção do monstro para que Eleven pudesse sobreviver. Stranger Things levou o personagem em uma direção muito surpreendente.

Um novo gênero

Stranger Things trouxe um novo gênero para a terceira temporada, que foi uma lufada de ar fresco após o que foi a segunda temporada. A primeira temporada foi muito inspirada em Steven Spielberg, completa com um elenco atraente de crianças, uma entidade governamental sombria e vários elementos de ficção científica.

A segunda temporada não se desviou muito do ângulo de Spielberg, embora tenha introduzido mais elementos de terror.

No entanto, a terceira temporada divergiu da tradição e tomou sua influência de nomes como John Carpenter, George A. Romero e David Cronenberg.

Misturou zumbis, conspirações de pequenas cidades, paranoia soviética e terror corporal em um pacote atraente, e resultou em uma temporada muito mais assustadora e sombria do que as temporadas mais inocentes e de ficção científica de Stranger Things.

Eleven perde seus poderes

Stranger Things confiou nos poderes de Eleven por três temporadas, mas a quarta temporada promete uma personagem mais “humana” e normal.

No final da terceira temporada, Eleven se descobre incapaz de executar os mais básicos poderes, como esmagar uma lata de Coca-Cola ou pegar algo em uma prateleira.

Não é realmente explicado por que seus poderes desapareceram, o que deve ficar para o futuro.

Os Byers se mudam

No início da temporada, Hopper menciona que Joyce estava pensando em vender sua casa e sair de Hawkins. É exatamente o que ela faz no final da temporada.

Seguindo a Batalha de Starcourt e pensando corretamente que basta, Joyce, Jonathan, Will e Eleven (que assumimos ter sido adotada por Joyce) saem de Hawkins para recomeçar em algum lugar novo.

A “morte” de Hopper

O momento mais chocante da terceira temporada: a morte de Hopper. Algumas pessoas podem achar que Stranger Things é segura demais e tem medo de matar personagens importantes, mas tudo mudou no final da terceira temporada, quando Hopper foi supostamente incinerado por uma máquina.

Foi um acontecimento chocante, mas sua morte foi lindamente tratada. Dito isto, a sequência de créditos sugere sua sobrevivência, já que o russo menciona “o americano” que eles têm em cativeiro.

Naturalmente, a maioria das pessoas assumirá que é Hopper, embora uma teoria popular dos fãs também afirme que poderia ser Brenner.

Saiba mais sobre séries no Observatório de Séries. Por exemplo, você sabe quais são as 7 referências de Stranger Things 3? Além disso, conheça um easter egg que na verdade foi um erro da produção!