Nesta era de refilmagens e sequências dominando as bilheterias, era apenas uma questão de tempo até que a Disney começasse a adaptar seus maiores sucessos de animação para os cinemas novamente.

Com o lançamento de O Rei Leão, a Disney terá refeito nove de seus clássicos animados, sem incluir o Meu Amigo Dragão ou O Retorno de Mary Poppins.

Por causa disso, aqui listamos dez animações da Disney que também merecem uma refilmagem em live-action.


Tarzan

Quando foi lançado em 1999, Tarzan foi aclamado pelos críticos. Seu uso de paleta de cores exuberantes com técnicas revolucionárias de animação foi uma refrescante mudança de ritmo comparado às animações anteriores da Disney.

Dito isto, é considerado o começo do fim para o amado Renascimento da Disney, deixando-o um tanto esquecido entre outros clássicos da Disney.

O Corcunda de Notre-Dame

Foi relatado no ano passado que a Disney está desenvolvendo uma versão em live-action de O Corcunda de Notre-Dame.

A animação original ocupa um lugar estranho na história da Disney. Enquanto muitos admiram por sua arte e belas músicas, outros observaram sua irregularidade tonal. O longa em si possui grandes problemas de identidade, nunca se comprometendo com um tom mais maduro.

As Aventuras de Ichabod e Sr. Sapo

Durante a Segunda Guerra Mundial, as animações da Disney foram prejudicadas financeiramente. Enquanto estavam faltando animadores devido às necessidades de tempo de guerra e a maioria de seus funcionários trabalhava com imagens de propaganda, o desenvolvimento de recursos foi deixado de lado.

A Disney preferiu começar a produzir curtas-metragens e até fez alguns longas que não foram grande coisa, mas As Aventuras de Ichabod e o Sr. Sapo se destacou.

As Peripécias do Ratinho Detetive

Produto de duas eras da Disney distintamente diferentes, As Peripécias do Ratinho Detetive é uma joia perdida.

A animação muitas vezes não é incluída no Renascimento da Disney, mas nem de perto se compara com os decepcionantes títulos dos anos 80. É um excelente exemplo da Disney se encontrando como um estúdio. Merece mais atenção por causa disso.

Robin Hood

Robin Hood é considerada uma animação problemática e até um pouco preguiçosa (reutilizou diversas cenas de outras produções da Disney), mas uma refilmagem poderia adicionar um pouco mais de urgência à narrativa e fornecer uma nova linguagem visual.

Além disso, quem não ama elencos de animais? Com o sucesso de Zootopia, um Robin Hood líder de animais poderia funcionar.

Atlantis: O Reino Perdido

O início dos anos 2000 foi um momento estranho para a Dinsey. O Renascimento havia terminado, a Pixar estava prosperando e a animação 2D estava caindo no esquecimento. Mas, em tempos de incerteza, os estúdios tendem a experimentar.

Essa experimentação pode não ter gerado muito dinheiro para a Disney, mas motivou a criatividade dos animadores, resultando em algo bom como Atlantis: O Reino Perdido, por exemplo.

A Princesa e o Sapo

A Princesa e o Sapo é uma animação criminalmente subestimada. Uma das últimas animações tradicionais da Disney, o longa combina vários elementos únicos.

Nova Orleans, magia, princesas, números musicais da Broadway e grandes estrelas – A Princesa e o Sapo é a cara da Disney.

Planeta do Tesouro

Assim como Atlantis: O Reino Perdido, Planeta do Tesouro seria perfeito para live-action. Poucas animações da Disney foram mais imaginativas e divertidas.

Planeta do Tesouro foi uma reimaginação de Ilha do Tesouro, o romance de Robert Louis Stevenson. É surpreendente que a Disney ainda não tenha encomendado uma refilmagem disso.

A Espada Era a Lei

A Espada Era a Lei é um exemplo clássico de mito e conto de fadas. Quase todo mundo conhece os elementos-chave: um jovem Rei Arthur que está destinado a governar é o único que pode levantar a lendária Espada na Pedra.

No entanto, de alguma forma, a versão da Disney, que é tão charmosa quanto se poderia esperar, passou a ser subestimada com o passar do tempo.

O Caldeirão Mágico

Nenhuma animação da Disney foi mais difamada ou esquecida que O Caldeirão Mágico, de 1985. Este foi o ponto mais baixo da Disney, perdendo para o infame Ursinhos Carinhosos em bilheteria.

O motivo: era considerada uma animação com elementos sombrios demais para crianças pequenas. Desde o fracasso, O Caldeirão Mágico foi esquecida pela Disney em parques temáticos ou qualquer outra coisa, mas envelheceu muito bem.