Vingadores: Ultimato chegou aos cinemas mundiais em abril de 2019 e como era de se esperar, conquistou fãs por todo o mundo. Sucesso de crítica e de bilheteria, e quebrador de diversos recordes, o filme encerrou de maneira emocionante a jornada de personagens como Tony Stark/Homem de Ferro e Steve Rogers/Capitão América.

Todos esperavam que a Marvel se voltasse completamente para a Fase 4 da franquia, mas em um anúncio surpreendente, Kevin Feige – chefe do Marvel Studios – anunciou que Vingadores: Ultimato seria relançado nos cinemas com 7 minutos de conteúdo extra, incluindo “algumas surpresas”. Mas quais são os verdadeiros motivos por trás do relançamento de Vingadores: Ultimato nos cinemas depois de tão pouco tempo?

Listamos a seguir os 6 principais motivos pelo qual a Marvel decidiu relançar Vingadores: Ultimato nos cinemas.


6. Ultrapassar Avatar

Essa é a razão mais óbvia de todas. A Marvel sempre teve o objetivo de superar o Avatar (2009) de James Cameron, impulsionando Vingadores: Ultimato para o primeiro lugar na lista de maiores bilheteria de todos os tempos.

Até o atual momento, Vingadores: Ultimato precisa de mais US$ 18 milhões para ultrapassar os US$ 2,788 bilhões de Avatar. Com o relançamento do filme com 7 minutos de conteúdo extra, os fãs mais fanáticos da Marvel certamente vão se empenhar para que Vingadores: Ultimato quebre esse recorde.

5. Mais um fechamento para a Fase 3

Os filmes da MCU são divididos em “fases” e Vingadores: Ultimato é o filme definidor da Fase 3 da franquia – apesar de não ser o último, já que Homem-Aranha: Longe de Casa faz esse papel.

Vingadores: Ultimato tem sido bastante elogiado por ser um filme que encerra diversas histórias e traz um fechamento emocionante para seus personagens. O relançamento do longa com novas cenas pode aumentar ainda mais essa sensação, utilizando algumas cenas extras para fortalecer ainda mais o destino final dos personagens do filme.

4. Expandir o sucesso de Homem-Aranha: Longe de Casa

O anúncio do relançamento de Vingadores: Ultimato nos EUA deixou muitas pessoas perplexas, muito por conta do fato de que Homem-Aranha: Longe de Casa chegaria aos cinemas uma semana depois, ou seja, praticamente ao mesmo tempo em que o relançamento de Vingadores: Ultimato, o que poderia atrapalhar o sucesso de bilheteria do novo filme do Amigão da Vizinhança.

O curioso é que isso já aconteceu antes e o efeito foi bem diferente do esperado. Pantera Negra e Vingadores: Guerra Infinita estiveram juntos no cinema por um período e isso só beneficiou os dois filmes, que foram grandes sucessos de bilheteria. O mesmo efeito foi visto com Capitã Marvel, que teve um pequeno aumento de vendas em suas semanas finais quando Vingadores: Ultimato estreou.

Ou seja, a tendência é que o relançamento de Vingadores: Ultimato aumente ainda mais o hype dos fãs, deixando-os mais empolgados para assistir Homem-Aranha: Longe de Casa.

3. Manter a Marvel em evidência

Com o fim da Saga do Infinito e o encerramento da história de personagens importantes como Tony Stark e Steve Rogers, existe a chance de que alguns fãs da Marvel fiquem um pouco desinteressados com o futuro da franquia, voltando suas atenções para outras produções. Relançando Vingadores: Ultimato pode se evitar isso, já que esse ato mantém a Marvel nos debates virtuais e nas notícias até que anúncios significativos sobre a Fase 4 (provavelmente na San Diego Comic-Con) sejam feitos.

2. O desejo da Disney

No fim das contas, quem ganha nessa batalha entre Avatar e Vingadores: Ultimato pelo recorde de bilheteria é a Disney, que agora é “dona” dos dois filmes, já que a Fox – que produziu Avatar – foi adquirida recentemente pela empresa, que também é dona do Marvel Studios. Portanto, para a Disney o ideal é criar uma competição entre os dois produtos, especialmente se considerarmos que Avatar deve ganhar sequências nos próximos anos.

1. Diferenciar Ultimato dos demais

Diversos filmes são relançados por motivos diferentes, que vão desde celebrações de datas comemorativas até a produção de versões extendidas. Mesmo assim, Vingadores: Ultimato está se mostrando único até nesse sentido. O filme foi originalmente lançado durante a primavera americana e teve seu relançamento no verão – chegou aos cinemas americanos poucos dias antes do feriado de 4 de julho.

Portanto, relançar Vingadores: Ultimato também é uma maneira de mostrar que esse é filme é diferente dos demais, com uma fome de recordes mais intensa do que o normal.

A nova versão de Vingadores: Ultimato entrou em cartaz nesta quinta-feira (11) nos cinemas brasileiros.

Homem-Aranha: Longe de Casa também segue em exibição no Brasil.