O remake de O Rei Leão já chegou aos cinemas, e como toda nova adaptação da Disney, há sua parcela de diferenças. Ainda que o filme de Jon Favreau seja bem fiel à animação de 1994, há algumas omissões e adições.

Confira abaixo.

Hiena líder

O remake oferece espaço para alguns personagens coadjuvantes. Em especial, a hiena Shenzi, dublada por Florence Kasumba, que ganha destaque como uma antagonista secundária ao lado de Scar – e que se torna uma rival de Nala.


Be Prepared

Uma das mudanças mais lamentáveis para os fãs do original está com o número “Be Prepared”, protagonizado pelo vilão Scar. Na animação, tínhamos uma sequência elaborada com fumaça verde, energia e até uma sátira à simbologia nazista. No remake, Scar simplesmente escala algumas pedras.

A “mensagem” de Simba

Aqui temos uma grande diferença na maneira como Rafiki descobre que Simba ainda está vivo. Na animação, Simba sopra algumas folhas ao vento, e o sábio macaco consegue identificar o herdeiro do trono. No remake, temos uma elaborada sequência em que alguns pêlos de Simba são jogados ao vento, param em uma árvore, são comidos por uma girafa e então encontrados em suas fezes por Rafiki. É realmente o ciclo da vida.

Confronto entre Scar e Leoas

Vemos um pouco mais de como a Reino ficou sob o comando de Scar, especialmente a tensão entre o novo rei e a alcatéia de leoas. Vemos como Sarabi constantemente testa o vilão, e também sua tentativa de usá-la para garantir a segurança das outras leoas do Reino.

The Lion Sleeps Tonight

Assim como na animação de 1994, temos Timão e Pumba cantando “The Lion Sleeps Tonight”, mas no remake a cena é bem mais elaborada, trazendo diferentes animais da floresta para se juntar à dança – em um dos números mais divertidos.

Fuga de Nala

Quando você tem Beyoncé Knowles-Carter no elenco, certamente que seu papel será maior do que na obra original. Temos uma presença mais forte para Nala, detalhando como ela fugiu das garras de Scar para tentar encontrar ajuda no exterior, rendendo uma boa sequência de tensão.

Rafiki sem humor

A personalidade de Rafiki foi uma das grandes mudanças no remake. Todo o seu humor e aspecto mais excêntrico foram completamente removidos, e pior: uma das grandes falas do roteiro está ausente, quando o macaco ensina a Simba sobre a lição de aprender com os erros do passado.

Spirit

A nova canção de Beyoncé Knowles-Carter para o remake garante uma cena inédita, expandindo o original. Ela acompanha o retorno triunfal de Simba e Nala para a Pedra do Reino, algo que no original era bem mais breve.

Sem dança ula-ula

Timão e Pumba estão bem divertidos na nova versão, preservando o espírito do original, mas há uma pequena cena que é bem diferente. Quando Simba propõem uma “isca viva”, Timão coloca uma roupa havaiana e dança ula-ula, enquanto no remake eles simplesmente se oferecem – e cantando “Be Our Guest”, de A Bela e a Fera.

O Rei Leão está em exibição nos cinemas brasileiros.