Com uma série tão duradoura como Supernatural, é claro que alguns aspectos das primeiras temporadas não seriam vistos com os melhores olhares por audiências mais modernas.

O site Screen Rant listou 10 aspectos de Supernatural que foram criticados pelo público moderno.

Confira abaixo!


Motivações

No início de Supernatural, as duas primeiras mulheres citadas morrem para avançar a trama. Mary Winchester é assassinada por Azazel, e a namorada de Sam também morre de uma maneira parecida. É isso que serve como motivação para John Winchester iniciar sua busca pelos demônios, e consequentemente modificar completamente a vida dos filhos.

Termos

Também nas primeiras temporadas de Supernatural, os termos utilizados pelos personagens podem ser considerados inadequados aos padrões atuais. Isso se dá especialmente em relação ao tratamento das personagens femininas.

A filha de Dean

O episódio das amazonas é um dos mais bizarros de Supernatural. Nele, Dean tem um affair passageiro com uma mulher misteriosa, que dá a luz a uma filha do caçador, que cresce e vira uma jovem em apenas um dia. O episódio termina com Sam matando a garota.

Diversidade

Supernatural já foi criticada nas redes sociais por não ter personagens suficientes de outras etnias, já que os protagonistas são todos homens brancos. Segundo as críticas, até hoje o cenário continua o mesmo.

Masculinidade tóxica

Segundo o site Screen Rant, parte da personalidade dos protagonistas de Supernatural é baseada em conceitos de masculinidade tóxica. Entre eles, se destacam a violência e dificuldade em expressar emoções.

Representatividade

Supernatural até hoje contou com apenas uma personagem LGBTQ proeminente. Charlie foi uma ótima adição ao elenco da série, e infelizmente encontrou seu fim poucas temporadas depois de sua estreia.

Os fãs

Fãs mais sensíveis podem enxergar episódios de Supernatural que zoam a fan-base como desnecessários. No entanto, a maioria do público pode concordar que a função das sátiras é realmente provocar discussão e levar temas sérios com bom humor.

Personagens femininas

Segundo a opinião do site Screen Rant, a representatividade feminina em Supernatural é limitada. Mesmo com personagens interessantes e cativantes, como Bela Talbot, Ruby, Meg Masters, Mary Winchester, Rowena e Jody Mills.

Sugestões

Alguns fãs de Supernatural queriam que Dean e Castiel desenvolvessem um relacionamento romântico. Como isso não aconteceu, certas pessoas reclamaram em redes sociais. Para alguns, é difícil entender que a função de uma série não é realizar as fantasias dos fãs.

Becky

Em um dos poucos momentos realmente inadequados dessa lista, a relação de Sam e Becky merece o troféu. Em um episódio bizarro, Becky droga Sam com uma poção do amor e força o Winchester a se casar com ela.