O Homem de Ferro é tido como um dos principais Vingadores, chegando a liderar a equipe quando o Capitão América não está por perto.

Mas nem sempre Tony Stark é um bom moço: há vezes (muitas, até) em que o bilionário foi um verdadeiro otário com seus amigos.

Aqui estão as dez coisas mais cruéis que o Homem de Ferro já fez para os Vingadores.


Deu uma surra em Luke Cage

O enredo de Guerra Civil mostrou como o Homem de Ferro podia ser um idiota. Na trama, Luke Cage estava do lado do Capitão América, ou seja, estava contra o Homem de Ferro.

Todos imaginavam que uma luta entre Tony e Luke seria mais acirrada, mas o primeiro deu uma verdadeira surra no segundo.

Quase matou o Homem-Aranha

Nos quadrinhos, Guerra Civil não foi nada como nos cinemas. Por exemplo, originalmente, o Homem-Aranha muda de lado, assim que percebe que o Homem de Ferro está indo longe demais.

Como vingança, Tony deixou Peter Parker muito próximo da morte em uma batalha.

Clonou Thor

Mais ou menos como um Batman da Marvel, o Homem de Ferro não sabe ouvir um “não” como resposta.

Quando percebeu que não teria Thor do seu lado na Guerra Civil, Stark decidiu cloná-lo, criando seu próprio Deus do Trovão. Só que, é claro, este Thor era bem mais sanguinário.

Criou uma armadura para matar Thor

O Homem de Ferro aparentemente tinha alguma coisa contra o Thor nas histórias em quadrinhos.

Quando os dois ficam frente a frente, Tony Stark revela que criou uma armadura feita especificamente para matar o Deus do Trovão. Ele até apelidou-a de “Thorbuster”, referência à armadura que usou para conter Hulk.

Apagou She-Hulk com um soco

Em Vingadores Desunidos, Feiticeira Escarlate toma controle da She-Hulk, transformando-a numa monstruosidade.

Um pequeno grupo com Homem de Ferro e Capitão América chega para contê-la, mas é apenas Tony que consegue apagá-la, dando-lhe um grande soco na cara.

Iniciou guerra contra o Capitão América

Após um evento devastador, parte da população mundial exige que o método dos super-heróis seja mudado. Foi assim que Guerra Civil começou.

Homem de Ferro acha que todos os super-heróis deveriam ser amplamente controlados, enquanto que Capitão América defende a liberdade acima de tudo. Tudo bem os dois discordarem, mas precisavam iniciar uma guerra por causa disso?

Iniciou outra guerra contra a Capitã Marvel

Recentemente, aconteceu uma nova Guerra Civil, novamente envolvendo o Homem de Ferro. Mas desta vez, era contra a Capitã Marvel.

Ao contrário da primeira versão deste enredo, agora Tony Stark estava do lado mais pacífico, enquanto que Carol era mais radical.

Enviou Hulk para o espaço

Em determinado momento dos quadrinhos, Hulk se tornou tão perigoso que precisou ser… convidado a se retirar da Terra. Ou melhor, foi forçado a viajar para longe.

Ao lado de outros gênios da Marvel, como Senhor Fantástico e Doutor Estranho, o Homem de Ferro decidiu que seria melhor colocar Hulk numa nave e enviá-lo para o espaço. Foi assim que começou a história de Planeta Hulk.

Tentou sufocar o Demolidor

Durante seu tempo como Superior Homem de Ferro, Tony Stark ficou muito mais cruel do que já costumava ser.

Por exemplo, tentou sufocar o Demolidor e usou toda uma coleção de armaduras para tentar matar o Nômade, uma identidade alternativa do Capitão América. Seu complexo de superioridade ficou bem problemático.

Criou a Prisão 42

Senhor Fantástico, Homem-Formiga e Homem de Ferro sempre se deram bem porque são, todos, gênios malucos que acham que podem controlar as pessoas.

Por exemplo, durante a Guerra Civil, os três criaram a chamada Prisão 42, para onde eram enviados os “prisioneiros de guerra”. Basicamente, era um campo de concentração na Zona Negativa.