Por mais incrível que possa parecer, os astros Leonardo DiCaprio e Brad Pitt nunca haviam contracenado juntos antes de Era Uma Vez em Hollywood, estrelado novo filme de Quentin Tarantino.

Ambos os nomes passaram por Hollywood como algumas de suas estrelas mais famosas e prestigiadas, e resolvemos propor uma batalha para decidir quem é o mais astro da indústria.

Confira abaixo.


Atuação – DiCaprio

Os dois são grandes atores e com muita versatilidade, principalmente na atual fase de suas respectivas carreiras. Mas acho que quem leva esse é DiCaprio, que já se mostrou intenso, carismático, engraçado e sério na medida certa em longas como J. Edgar, O Regresso e O Lobo de Wall Street. DiCaprio está sendo fazendo algo mais interessante, por mais que Pitt também traga ótimas performances em obras como O Homem que Mudou o Jogo e Queime Depois de Ler, mas sem uma variação tão distinta quanto seu colega de cena.

Filmes – DiCaprio

Não há como negar que ambos os astros têm grandes filmes em suas carreiras. Ambos começaram com projetos mais despretensiosos, mas foram amadurecendo para algo mais interessante e ambicioso. DiCaprio trouxe grandes filmes como Os Infiltrados, O Aviador, A Origem e Titanic, enquanto Pitt se aventurou por O Curioso Caso de Benjamin Button, Queime Depois de Ler e O Homem que Mudou o Jogo. Ambas as carreiras têm poucos erros, mas as escolhas de DiCaprio foram mais marcantes e com maior impacto na cultura pop. Até hoje ainda se discute o final de A Origem, por exemplo.

Diretores – DiCaprio

Essa categoria foi extremamente difícil. Tanto Pitt quanto DiCaprio trabalharam com alguns dos maiores mestres do cinema americano, mas temos que dar a vantagem para Leo aqui. Por mais que Pitt tenha colaborado com David Fincher, Joel e Ethan Coen, Steven Soderbergh, Terence Malick e James Gray, DiCaprio trabalhou com Martin Scorsese, Steven Spielberg, Clint Eastwood, Christopher Nolan e James Cameron. É um duelo de titãs, mas DiCaprio leva essa.

Ação – Pitt

Uma vitória fácil para Brad Pitt. Por mais que DiCaprio já tenha feito cenas de ação em A Origem, Diamante de Sangue e Rede de Intrigas, Pitt já estrelou muito mais filmes com porradaria e explosões, como Sr. & Sra. Smith, Tróia, Guerra Mundial Z e literalmente um filme chamado Clube da Luta. Oras, ele até lutou contra Bruce Lee em Era Uma Vez em Hollywood, só isso já garante a medalha.

Bilheteria – Pitt

Uma corrida surpreendentemente acirrada, e por “pouco”! Por mais que DiCaprio tenha estrelado no bilionário Titanic, Pitt traz uma quantidade muito maior de filmes em seu currículo, o que lhe garante o posto de astro com mais grana. Todos os filmes de Pitt totalizam US$7.028 bilhões mundialmente, enquanto os de DiCaprio ficam um pouco atrás com US$6.924 bilhões.

Prêmios – DiCaprio

A era de piadinhas sobre Leonardo DiCaprio não ter um Oscar enfim acabou com O Regresso. O astro coleciona outras 4 indicações à categorias de atuação, (e uma como produtor, por O Lobo de Wall Street) enquanto Pitt traz apenas 3 (por O Homem que Mudou o Jogo, O Curioso Caso de Benjamin Button e Os 12 Macacos).

Porém, Pitt é também um produtor, e foi um dos premiados quando 12 Anos de Escravidão venceu o Oscar de Melhor Filme, além de concorrer também por O Homem que Mudou o Jogo e A Grande Aposta – sua produtora Plan B está constantemente envolvida com diversos filmes premiados, como Moonlight: Sob a Luz do Luar e Vice. Dois grandes nomes, mas o ouro vai para DiCaprio por ter ganhado por sua atuação, algo ainda inédito para Pitt.

Era Uma Vez em Hollywood – Pitt

E quem leva a vitória no universo de Era Uma Vez em Hollywood? Por mais que o Rick Dalton de DiCaprio seja um figura cativante, complexa e que garante nossa admiração, é mesmo o relaxadão Cliff Booth de Pitt quem garante as melhores cenas do filme de Tarantino. Tanto pela história envolvendo Charles Manson em que acaba se metendo como o timing cômico do ator, que está sensacional.

Vencedor: Leonardo DiCaprio