O assassino Chucky ganha uma nova versão nos cinemas com o remake de Brinquedo Assassino, que finalmente está nas salas brasileiras. Mas como o novo filme se compara aos anteriores?

Relembrando a franquia iniciada na década de 80, ranqueamos do pior ao melhor todos os filmes protagonizados por Chucky. Qual o melhor?

Confira abaixo.


8. O Filho de Chucky

A investida de humor na franquia levou a um filme insanamente satírico e, sinceramente, irritante até se tornar insuportável. Ainda que traga uma ácida paródia das relações familiares em Hollywood, O Filho de Chucky se perde em uma trama povoada por personagens ridículos.

7. A Noiva de Chucky

Muitos fãs da franquia gostam do caráter mais cômico introduzido por Ronny Liu em A Noiva de Chucky, assim como a entrada de Jennifer Tilly, mas é um trash irregular. Por mais que o gore seja acertado e Chucky ganhe um novo e marcante visual, as doses de comédia e terror não se equilibram.

6. O Culto de Chucky

A linha de continuações produzidas para o mercado home video acertaram em devolver o terror à série, e também por trazer rostos marcantes do filme original de volta. Mas O Culto de Chucky abraça demais o exagero e acaba sofrendo com uma direção bem irregular, além de conceitos difíceis de se abraçar – e olha que estamos falando de uma franquia baseada em um assassino reencarnado em um boneco.

5. A Maldição de Chucky

Após a passagem com a Noiva e Filho de Chucky, Brinquedo Assassino volta ao terror com a primeira das continuações para VOD. O grande mérito de A Maldição de Chucky está na forma com consegue amarrar os eventos de todos os filmes anteriores, assim como o retorno de um Chucky mais sério, mas temos que aguentar uma trama “humana” bizarra e terrivelmente escrita.

4. Brinquedo Assassino 3

O mais subestimado filme da franquia. O que torna o terceiro Brinquedo Assassino divertido é a ambientação inesperada: uma escola militar, que marca um novo estágio na vida de Andy – e serve como uma boa metáfora para o “amadurecimento”. Claro, não é um grande filme e segue com repetições narrativas, mas é melhor do que sua reputação sugere.

3. Brinquedo Assassino 2

Após uma ideia inventiva no original, a continuação é bem eficiente em desenvolver e aprimorar diversos de seus conceitos. Chucky está mais violento e carismático, e a direção traz bons momentos, ainda que seja uma repetição em sua maior parte.

2. Brinquedo Assassino

O primeiro filme de Tom Holland se beneficia de uma trama inusitada e um antagonista que entrou para a história do cinema de terror, e que equilibra perfeitamente o mistério, terror e o indispensável fator trash que marcou a franquia. Nada brilhante, mas Brinquedo Assassino é satisfatório.

1. Brinquedo Assassino (2019)

Em um fenômeno raríssimo, o remake de um clássico do terror se provou superior ao original. O novo Brinquedo Assassino é uma atualização perfeita da história, e ainda que o design de Chucky seja bem medíocre, tem uma história focada, uma direção estilosa e um ótimo elenco. O melhor, de longe.