Conhecido no mundo como o protagonista da franquia Harry Potter, Daniel Radcliffe faz o possível para romper com a imagem do bruxinho e atuar nos mais diversos projetos.

Como muita gente ainda enxerga o ator britânico como Harry, alguns aspectos da carreira de Radcliffe podem parecer polêmicos e até mesmo escandalosos.

O site Nlick Swift reuniu algumas coisas estranhas, polêmicas e inusitadas que envolveram Daniel Radcliffe após o fim de Harry Potter!


Equus

Quando a franquia Harry Potter ainda estava sendo lançada nos cinemas, Daniel Radcliffe se envolveu em sua primeira polêmica. O ator começou a atuar na peça Equus, que conta a história de um adolescente com fixações obsessivas em cavalos. A obra teatral conta com boa dose de violência e cenas de nudez envolvendo o protagonista.

Versos de um Crime

Em 2013, Daniel Radcliffe fez outra performance polêmica no cinema. Em Versos de um Crime, o ator interpretou o poeta Allen Ginsberg. O filme conta com uma cena explícita de sexo entre Ginsberg e Lucian Carr, interpretado por Dane DeHaan.

Saindo do controle

Em uma entrevista recente, Daniel Radcliffe admitiu que sofreu problemas de alcoolismo quando tinha 18 anos. O ator foi exposto à fama muito cedo, e começou a beber antes mesmo de atingir a maioridade. Segundo boatos, o ator chegava a consumir bebidas alcoólicas no set dos últimos filmes de Harry Potter.

Fumando?

Durante as filmagens dos últimos filmes de Harry Potter, uma foto de Daniel Radcliffe fumando um cigarro suspeito foi publicada por um tabloide inglês. A matéria afirmava se tratar de maconha.

Um papel inusitado

Entre todos os papéis da carreira de Daniel Radcliffe, talvez o mais inusitado seja o de Sam Houser no filme The Gamechangers. Houser é nada mais nada menos que co-fundador e presidente da Rockstar Games e um dos criadores do jogo GTA.