Vingadores: Ultimato e Vingadores: Guerra Infinita são dois filmes monumentais, e representam o verdadeiro pináculo da qualidade do MCU.

Comparações entre os dois são inevitáveis. Em um, certos aspectos são melhores, e no outro, algumas características são superiores.

Sem tirar o mérito de cada um, o site Screen Rant listou 5 aspectos de Vingadores: Ultimato que foram melhores em Guerra Infinita.


Confira os argumentos abaixo!

Foco

Para um filme com tantas linhas narrativas, Vingadores: Guerra Infinita é surpreendentemente focado. O filme consegue desenvolver de maneira excelente os pontos principais do enredo sem perder tempo em partes menos importantes. Em Ultimato, devido à longa duração e necessidade de resolução de inúmeras questões, o enredo ficou menos focado.

Ritmo

Guerra Infinita investiu em um ritmo desenfreado de ação basicamente do começo à Batalha de Wakanda no final. Vingadores: Ultimato, no entanto, contou com momentos mais lentos e outros mais rápidos e excitantes, como a batalha final.

Thanos

Guerra Infinita faz um ótimo trabalho a humanizar Thanos. O público pode sentir a hesitação do vilão ao sacrificar Gamora para a obtenção da Joia da Alma. Além disso, ele não volta em sua palavra e respeita pessoas de honra. Em Vingadores: Ultimato, Thanos é humanizado apenas em sua morte no início.

Estrutura

Infelizmente, a utilização do conceito de viagens no tempo em qualquer filme é um prato cheio para buracos no roteiro e inconsistências. Guerra Infinita não contou com esse problema, e apresentou uma estrutura muito bem montada, que dividiu os personagens em grupos e fez desenvolver a história.

Final

O final de Vingadores: Guerra Infinita deixou os fãs de queixo caído e inundou a internet com teorias e análises. A eliminação de tantos personagens de uma vez era algo quase inédito para um filme dessa magnitude. O final de Ultimato foi excelente, emocionante e extremamente satisfatório, porém não causou o impacto pesado do filme anterior.