O verão americano de 2019 foi cheio de altos e baixos, e trouxe resultados variados nas bilheterias de diferentes produções de Hollywood. Agora chegou a hora do balanço para definir os vencedores e perdedores.

Aqui, ranqueamos os filmes que podem ser classificados como “fracassos” na alta temporada do cinema americano.

Confira abaixo.


6. Godzilla 2: Rei dos Monstros – US$385 milhões

A Warner Bros apostou pesado no novo capítulo de seu universo de monstros, mas parece que Godzilla simplesmente não desce para o público americano. O Rei dos Monstros fez menos dinheiro do que o reboot de 2014, e deixa a expectativa do público para o confronto com King Kong bem morna.

5. MIB: Homens de Preto – Internacional – US$250 milhões

É isso o que acontece quando você não tem Will Smith de volta em MIB. O reboot/derivado com Tessa Thompson e Chris Hemsworth sofreu com uma recepção bem negativa, e que ainda carrega problemas nos bastidores de sua produção. Um reboot completamente esquecível.

4. X-Men: Fênix Negra – US$252 milhões

O último filme da franquia X-Men estava condenado desde o início, mas o resultado foi ainda pior. Fênix Negra trouxe a bilheteria mais fraca de toda a franquia, sendo o prego final no caixão da Fox.

3. Brinquedo Assassino – US$29 milhões

Tudo bem que o valor abocanhando pelo remake de Chucky nos cinemas facilmente retornou seu baixo orçamento, mas aposto que a MGM esperava mais. O novo Brinquedo Assassino ainda não estreou em alguns territórios (incluindo o Brasil), mas menos de US$100 milhões não é uma vitória, de forma alguma.

2. Shaft – US$21 milhões

O desempenho do reboot de Shaft nos EUA foi tão ruim que o filme acabou “despejado” no streaming da Netflix no Brasil. Samuel L. Jackson pode ter tido diversos sucessos este ano, mas este definitivamente foi sua maior bomba em anos.

1. Os Mortos Não Morrem – US$14 milhões

Um dos maiores elencos do ano se reunem para a visão autoral e peculiar de um dos cineastas mais interessantes de sua geração para um apocalipse zumbi. Como isso deu errado? Os Mortos Não Morrem nunca seria um sucesso de bilheteria, afinal, Jim Jarmusch não é sinônimo de cinema comercial. Mas esse filme tinha mais apelo, e acabou sendo a decepção do verão americano.