ATENÇÃO: Contém spoilers de toda a franquia Rambo

Ao longo de seus cinco filmes, Sylvester Stallone fez de John Rambo uma das maiores máquinas de matar do cinema de ação, e um dos heróis mais icônicos do gênero. E ele ainda está bem na ativa!

Para celebrar a chegada de Rambo: Até o Fim nos cinemas, vamos relembrar as melhores mortes que o veterano de guerra cometeu em sua passagem pelas telonas.


Confira abaixo.

Flecha explosiva – Rambo II: A Missão

John Rambo gosta de atirar flechas, e também de explosões. Por que não juntar o melhor dos dois mundos? No segundo filme, Rambo acaba com o tenente Tay ao usar uma de suas flechas explosivas, rendendo uma tomada épica e impressionante. Começa o caminho ao exagero.

Granada humana – Rambo III

Foi no terceiro Rambo que a franquia começou a realmente ficar mais exagerada e sangrenta. Aqui, o protagonista amarra uma granada em um deus oponentes, o joga em um buraco e então o corpo explode quando a corda estica ao máximo. Muito, muito criativo.

Helicóptero vs Tanque de guerra – Rambo III

Mantendo o exagero divertidíssimo do terceiro filme, a batalha final traz um momento antológico. Enfrentando um helicóptero, Rambo usa um tanque de guerra para colidir com a aeronave. Não há lugar para a física aqui, mas a cena é sensacional.

Soldados de Burma – Rambo IV

A cena que transformou John Rambo em meme da internet! Nela, o veterano sobe em um jipe com uma poderosa metralhadora para usá-la contra os soldados de Burma. Muitos membros destroçados e cabeças explodindo fazem parte da cena, extremamente violenta e gráfica.

Garganta profunda – Rambo IV

Sem faca? Sem armas? Não é um problema para John Rambo, que impede um estupro no quarto filme ao atacar o agressor e arrancar sua garganta – COM AS PRÓPRIAS MÃOS. Talvez seja a morte mais gráfica pelas mãos de Rambo, ou ao menos até o próximo item da lista.

Irmãos Martinez – Rambo: Até o Fim

O quinto filme da saga é o pior em praticamente todos os quesitos cinematográficos, mas ao menos é capaz de entregar um bom gore. Mais especificamente, quando Rambo enfim mata os detestáveis irmãos Martinez: um é decapitado (mas não vemos), e o outro tem seu coração removido do peito de forma gráfica, garantindo um dos poucos bons momentos do filme.