O “true crime”, gênero de filmes, séries e documentários que falam de crimes da vida real, é um dos mais promissores da atualidade. Já fazendo sucesso nos Estados Unidos há alguns anos, a temática vem conquistando também o público brasileiro com produções na Netflix como Mindhunter.

A série baseada em fatos reais acompanha a criação dos perfis psicológicos de serial killers por agentes do FBI, e fez muito sucesso com público, crítica especializada e fãs de histórias de crimes.

Se você gostou de Mindhunter, ou curte a temática da série, confira abaixo 10 ótimas sugestões de séries e documentários “true crime” disponíveis na Netflix!


Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy

Existe algo mais sinistro do que ouvir um serial killer falando sobre seus próprios crimes? É essa a premissa de Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy. A série documental de apenas 4 episódios conta a história dos assassinatos cometidos por Bundy, e conta com entrevistas e filmagens do assassino, bem como de sua família, amigos, sobreviventes e policiais que atuaram no caso. O material foi escolhido em uma pesquisa minuciosa da equipe de produção, que analisou mais de 100 horas de material sobre o caso.

American Crime Story

Produzida por Ryan Murphy, American Crime Story conta de maneira cativante e original a história de crimes que fizeram história e marcaram a sociedade. A primeira temporada é focada no julgamento de O.J. Simpson após o assassinato de sua ex-esposa Nicole Brown. Os episódios mostram uma bizarra história real que culmina em umas das decisões judiciais mais criticadas da história dos Estados Unidos. Já a segunda temporada é sobre o assassinato de Gianni Versace pelo serial killer Andrew Cunanan, interpretado magistralmente por Darren Criss. As duas séries foram extremamente elogiadas por público e crítica.

Making a Murderer

Making a Murderer foi a primeira grande séries documental da Netflix. Desde seu lançamento em 2015, a produção intriga o público e traz até mesmo desdobramentos atuais na história real contada. A série foca em Steven Avery, um homem que serviu 18 anos de prisão por um estupro e tentativa de assassinato que não havia cometido, sendo acusado de novo de um assassinato em 2005. A série mostra como a polícia e os tribunais envolvidos no caso manipularam testemunhas e narrativas para condenar Avery.

The Keepers

The Keepers conta uma história extremamente triste e revoltante, e não é para os fracos de coração. A série documental investiga o assassinato da freira Cathy Cesnik. A Irmã Cesnik era professora em uma escola católica de Baltimore, e suas ex-alunas acreditam que ela foi assassinada após descobrir uma série de abusos sexuais cometidos pelo padre Joseph Maskell, o diretor da instituição. The Keepers conta com entrevistas de vítimas de Maskell, e os relatos são de partir o coração.

Bandidos na TV

Para quem quer conferir histórias de crimes brasileiros, Bandidos na TV é uma opção excelente. A série documental conta a insana história de Wallace Souza, apresentador de TV acusado de ordenar assassinatos e se aliar com criminosos para aumentar a audiência de seu programa. Souza também entrou na política, se tornando o deputado mais votado da história do Amazonas. Bandidos na TV tem uma estrutura narrativa excelente, e cada episódio traz uma reviravolta mais impressionante que o último.

O Crime de Alcácer

Quem acompanhou a cobertura midiática do caso Eloá no Brasil vai identificar algumas semelhanças preocupantes na série documental O Crime de Alcácer. A produção conta a história do estupro e assassinato de 3 adolescentes em 1992, na cidade espanhola de Alcácer. A morte de Toni, Desi e Miriam provocou uma verdadeiro turbilhão na mídia do país, e a ação de jornalistas e programas de TV influenciou de maneira inédita (e bizarra) a investigação e o julgamento do caso.

Sequestrada à Luz do Dia

Dentre as sugestões dessa lista, Sequestrada à Luz do Dia é de longe a mais bizarra. A premissa do documentário parece simples: a história dos sequestros (sim, no plural) da adolescente Jan Broberg Felt, raptada por um vizinho nos anos 70. É difícil revelar mais detalhes sobre o caso sem dar spoilers, já que as reviravoltas bizarras e revelações de cair o queixo são o centro da produção. Vale a pena ver sem saber nada sobre a história, para o choque com os acontecimentos surreais ser ainda maior.

Até que a Morte nos Separe

A série documental Até que a Morte nos Separe cobre um tema polêmico e extremamente triste: o feminícidio. Produzida em 2012, quando o crime ainda era chamado de “passional”, Até que Morte nos Separe conta a história de alguns dos crimes mais famosos do Brasil, como o sequestro de Eloá e a morte de Eliza Samudio pelo goleiro Bruno e de outros menos conhecidos, como o de um político que enterrou a mulher viva. A série traz entrevistas com famílias das vítimas, psiquiatras, promotores, advogados e até dos próprios criminosos.

Gênio Diabólico

Gênio Diabólico é daquelas séries com tantas reviravoltas, mudanças e revelações, que em certo ponto é até difícil acompanhar. A série documental conta a história da morte de Brian Douglas Wells, um homem que foi assassinado após se envolver em uma trama extremamente complicada envolvendo o assalto a um banco, uma caça ao tesouro, uma bomba caseira e uma mulher extremamente carismática e manipuladora. A série conta com entrevistas de pessoas envolvidas diretamente com o caso, e é repleta de surpresas do início ao fim.

Olhos Que Condenam

Criada por Ava DuVernay, a minissérie Olhos que Condenam acompanha a história dos “5 do Central Park”, um grupo de jovens negros que foi processado e condenado pelo estupro e assassinato de uma jovem que corria no Central Park. A condenação dos jovens foi completamente injusta, e a série traz uma reflexão pesada e chocante do tratamento de pessoas negras pelo sistema jurídico americano. Extremamente elogiada por público e crítica, a série promete dominar a temporada de premiações nas categorias técnicas e de atuação.

Você sabia que Stranger Things 3 está salvando a Netflix? Veja também porque Titãs é melhor na Netflix do que no DC Universe! A Netflix tem culpa? Entenda a polêmica de 13 Reasons Why! Saiba como a Netflix roubou toda a atenção da D23 Expo 2019 e quantos usuários do streaming compartilham suas senhas e entenda porque a Netflix pode começar a ter propagandas em breve no Observatório de Séries.