O segundo capítulo de It: A Coisa estreou nos cinemas recentemente, e conseguiu dar um final digno para um dos filmes de terror mais bem sucedidos de todos os tempos. Baseado na obra de Stephen King, o longa conseguiu adaptar grande parte dos pontos chave do livro.

Como It é um livro extremamente longo, certas partes acabaram ficando de fora da adaptação para as telonas, tanto no primeiro quanto no segundo filme da saga.

Confira abaixo as cenas mais interessantes que ficaram de fora de It: A Coisa e It: Capítulo 2.


Momento polêmico

Após a batalha contra Pennywise mostrada no primeiro filme, os Perdedores ficam presos no esgoto sem conseguir lembrar o caminho para casa. Em um dos momentos mais polêmicos do livro, todos os 6 garotos fazem sexo com Beverly e depois conseguem escapar. Por razões óbvias, este momento não foi adaptado para o cinema.

O pior ato de Patrick

No primeiro It, Patrick não é uma das figuras centrais. Ele é apenas um dos garotos da turma de Henry, que praticam bullying contra os Perdedores. No livro, o personagem é bem mais sinistro. É revelado que ele havia matado seu irmão recém nascido, sufocando o bebê em seu próprio berço.

O tormento de Heny

Henry, um dos principais antagonistas do primeiro filme, tem sua vida familiar expandida no livro. Na obra de Stephen King, o pai de Henry é um veterano da Marinha que desenvolveu psicoses em combate e é violento e abusivo com sua família.

Racismo e selvageria

No livro de Stephen King, a história do racismo sofrido por Mike e sua família é bem mais detalhada e triste. Além de explicar exatamente que o clube Black Spot foi incendiado pelo Ku-Klux-Klan, o livro também traz agressões bem mais pesadas praticadas por Henry. O valentão sempre usa termos racistas para se referir a Mike.

Eddie Corcoran

Eddie Corcoran é protagonista de uma das tramas mais tristes de It, mas acabou não sendo adaptado para o cinema. O personagem é um aluno na mesma escola que os Perdedores, e sofre com um pai extremamente violento, que acaba matando seu irmão menor com um martelo. Eddie foge de casa e é pego por Pennywise, que se transforma em um monstro do pântano e corta a cabeça do garoto.

O doente

Nos livros, além de fingir que o filho está doente, a mãe de Eddie também é extremamente controladora em relação à sexualidade do garoto. O primeiro encontro de Eddie com Pennywise é um pouco diferente. Ao encontrar com a criatura em uma forma de um homem doente, nos livros ele também oferece atos sexuais para o garoto em troca de dinheiro, o que liga os medos de Eddie: doença e sexualidade.

O Ritual de Chud

No livro, a derrota final de Pennywise é bem diferente. Bill usa uma técnica ancestral conhecida como Ritual de Chud, o que leva o personagem para um Multiverso onde ele se encontrar com o criador do Universo: uma tartaruga gigante chamada Maturin. Ele orienta Bill a usar o poder de sua mente para derrotar It, o que enfraquece a criatura para que os Perdedores possam usar um ataque físico.

O Lobisomem

No primeiro filme de It, Pennywise se transforma em um lobisomem rapidamente, e o detalhe pode até passar despercebido pelos fãs. No livro, a criatura assume esta forma pois é o maior medo de Richie em sua infância.

Stan

O primeiro encontro de Stan com Pennywise também é diferente no livro. Na obra de Stephen King, o personagem tem como hobbie a observação de pássaros. Para isso, ele vai até os Barrens, uma parte perigosa da cidade. Lá, ele vê um cadáver se levantando de um pântano.

Chad Lowe

No livro It, Chad Lowe é um dos garotos desaparecidos de Derry. O que torna o personagem diferente é sua idade: 3 anos. Apenas citado rapidamente no livro de Stephen King, ele é considerado a vítima mais jovem de Pennywise.