Às vezes, algumas séries estão mesmo fadadas a acabar. Em algumas ocasiões, a Netflix serviu como “salvadora” ao garantir contrato para produzir novas temporadas de séries canceladas por outras emissoras.

Porém, essas mesmas séries acabariam sendo canceladas novamente pela própria Netflix, e trazemos alguns exemplos de quando isso aconteceu.

Confira abaixo.


Designated Survivor

É uma ironia que uma série chamada “sobrevivente designado” tenha tanta dificuldade em permanecer no ar. O thriller estrelado por Kiefer Sutherland foi cancelado após duas temporadas na ABC, e ganhou vida nova com um terceiro ano na Netflix. Infelizmente, a série não trouxe a popularidade que o streaming esperava, e o cancelamento veio novamente.

Lucifer

Curiosamente, Lucifer só se tornou tão popular após seu cancelamento na Fox, que veio depois de três temporadas. A Netflix então trouxe a tão sonhada quarta temporada da série com Tom Ellis, mas anunciou que a história chegaria ao fim na quinta temporada, já em produção. Ao menos o final foi planejado.

The Killing

Um dos primeiros exemplos da Netflix aparecendo para “salvar” uma série foi com The Killing. Cancelada pela AMC, ela ganhou uma vida no streaming após as duas empresas negociarem, garantindo uma temporada final para o suspense estrelado por Joel Kinnaman e Mireille Enos.

Longmire

Longmire

Série de Neo-western do A&E, Longmire foi cancelada após três temporadas na emissora, que então a ofereceu para diversas empresas. A Netflix então resgatou o seriado, lhe dando mais três temporadas no streaming antes de finalizá-la.

Você viu que Meryl Streep, Nicole Kidman e MUITO MAIS estrelas estão chegado Na Netflix? E que uma nova série será gravada em 4 partes por 4 países diferentes? A Netflix tem culpa? Entenda a polêmica de 13 Reasons Why! Saiba como a Netflix roubou toda a atenção da D23 Expo 2019 e quantos usuários do streaming compartilham suas senhas e entenda porque a Netflix pode começar a ter propagandas em breve no Observatório de Séries.