Todos sabemos que o Coringa tem sido o maior inimigo do Batman desde o início. O que você talvez não saiba é que, no universo da DC, existem vários Cavaleiros das Trevas de universos que existem paralelos à continuidade principal.

Nesses universos paralelos chamados Elseworlds, se houver um Cruzado Encapuzado, é provável que exista um Palhaço do Crime não muito longe, planejando tornar sua vida um inferno.

Vamos dar uma olhada em dez dessas versões alternativas mais bizarras do Coringa.


Coringa, o senhor dos vampiros (Batman: Tempestade de Sangue)

Na sequência de Batman e Drácula: Chuva Vermelha, Batman destruiu Drácula, mas foi transformado em um demônio sugador de sangue. Após a derrota de Drácula, seus seguidores mortos-vivos ficam sem mestre, uma posição que o Coringa deste universo está mais do que disposto a preencher.

Sinestro + Joe Chill = Coringa (Batman: Sem Cavaleiro das Trevas)

Você já se perguntou o que aconteceria se um anel do Lanterna Verde voasse pela janela de estudo de Bruce Wayne em vez de um morcego? A resposta é insanidade. Essa história combina as origens de Batman e Lanterna Verde, mas sem mostrar Hal Jordan.

Quando Bruce recebe a missão de prender o vilão Sinestro, este escapa, vai para Gotham e mata o Comissário Gordon, depois partindo para encontrar Joe Chill, o assassino dos Wayne. Depois de encontrá-lo, Sinestro faz uma fusão mental e absorve a personalidade e as memórias de Joe, tornando-se uma figura parecida com Coringa.

O Coringa ciborgue (Nosferatu)

Nesta linha do tempo inspirada no clássico Nosferatu, o Coringa é chamado de “o Homem que Ri”, outro clássico do cinema.

Mas aqui as coisas são muito mais esquisitas: ele é um ciborgue criado por Lex Luthor para ajudar o Dr. Arkham em suas sessões de “psicomancia”, uma grotesca tecnologia e sobrenatural forma de adivinhação. Ele é uma espécie de monstro de Frankenstein.

Coringa, o capitão pirata (Detective Comics Annual Vol 1. #7)

Nesta versão alternativa, encontramos Batman como o corsário Leatherwing. Eventualmente, ele fica frente a frente com o capitão pirata louco conhecido como… o Homem que Ri, de novo.

Embora esse Coringa possa não ser tão “bisonho” como alguns dos outros nesta lista, sua crueldade e inteligência distorcida realmente brilham.

O Médico e o Monstro (Batman: Duas Faces)

Costuma-se dizer que Batman e Coringa são dois lados da mesma moeda. Essa história realmente leva esse conceito a sério. Acontecendo em Gotham, em 1886, essa história se inspira em O Médico e o Monstro.

Querendo curar seu amigo Harvey Dent, o Duas-Caras, de sua dualidade doentia, Bruce desenvolve um soro que ele próprio experimenta. Quando um assassino misterioso chamado Coringa começa a espalhar o caos, Bruce cria um soro ainda mais potente por acreditar que este era Dent.

Mas no fim é revelado que o Coringa era o Batman o tempo todo, agindo sob efeito do soro.

Coringa alienígena e demônio (Liga da Justiça: Outro Prego)

Neste universo, em vez de Superman crescer na Fazenda Kent, ele é encontrado e criado por cristãos fervorosos. Eles o encorajam a não se envolver com preocupações mundanas e a manter suas habilidades em segredo.

No começo da história, Coringa assume o controle do Asilo Arkham usando armas kryptonianas tecnologicamente avançadas para assassinar os presos. Ele não é exatamente alienígena, mas de algum jeito tem muito conhecimento sobre toda essa tecnologia.

Mais tarde, uma horda de demônios aparece e o próprio Coringa muda de forma, ganhando um novo corpo diabólico (com habilidades elásticas, por algum motivo).

O Coringa de Lex Luthor (Superman: Balas em Alta Velocidade)

E se nunca houvesse um Batman e um Superman e, em vez disso, seus traços mais definidores tivessem sido misturados em um personagem? Esta história explora esse conceito, quando o bebê Kal-El é encontrado pelos Wayne em vez dos Kent.

Muitos anos depois, Lex Luthor se muda de Metrópolis para Gotham. Pouco tempo antes de sua mudança, Lex esteve envolvido em uma explosão em uma de suas fábricas de produtos químicos e quase foi morto, virando uma versão estranha do Coringa.

Cobraringa (Batman e as Tartarugas Ninja)

Enquanto Coringa não participa muito dessa história, a cena em que ele é revelado é boa demais para não ser incluída nessa lista.

No Asilo Arkham, nossos heróis descobrem que todos os presos mais perigosos foram tratados com o mesmo mutagênico que originalmente transformou as Tartarugas Ninja e Splinter. Ou seja, viraram animais.

Enquanto o Sr. Frio virou um urso polar e Pinguim é… um pinguim, o Coringa é uma cobra. Um (nos desculpe pela piada) “Cobraringa”.

O Coringa de Martha Wayne (Flashpoint)

Neste universo, os pais de Bruce Wayne não são mortos a tiros. É o próprio Bruce. Em vez de Bruce se tornar o Batman, é Thomas.

O Coringa dessa linha do tempo é Martha Wayne, ex-esposa de Batman e mãe de Bruce, que foi conduzida à loucura pela morte sem sentido do filho.

Coringa patriota (Batman/Capitão América)

A trama acontece em 1945 e envolve praticamente o mesmo Coringa que todos conhecemos e amamos odiar.

Coringa inicialmente começa uma parceria com Caveira Vermelha, mas quando descobre que é um nazista, diz: “Eu posso ser um lunático criminoso, mas sou um lunático criminoso americano.”

Ao se voltar contra o vilão do Capitão América, o Coringa salva efetivamente os Estados Unidos e o resto do mundo. Quem precisa do Batman e do Capitão?