Superman existe há mais de 80 anos. Durante esse período, estrelou quadrinhos espetaculares.

Por outro lado, também apareceu em alguns verdadeiramente vergonhosos. Para cada Grandes Astros: Superman, existe um Fim dos Tempos.

Dentro desse espírito, caçamos dez das piores histórias em que o Superman já esteve. São tramas que a DC verdadeiramente quer que você esqueça.


O Sleez

Essa história nunca recebeu um título oficial, mas estamos chamando de “O Sleez”. Aconteceu entre Action Comics #592 e #593. A trama narrou o primeiro encontro do Superman com um extraterrestre chamado Sleez.

Sleez trabalhava para Darkseid. Em determinado momento, ele consegue controlar Superman e Grande Barda. O que ele faz com seus novos escravos? Os obriga a gravar um pornô juntos. Foi uma história noventa sobre uma piada de mau gosto. Melhor esquecer.

Superman: Terra Um

Terra Um é uma linha de histórias em quadrinhos da DC muito parecida com o Universo Ultimate, da Marvel. Apresenta novas versões de personagens clássicos sem ter relação com a linha do tempo principal. A proposta é interessante, mas Superman: Terra Um foi massacrada pelos fãs.

Este Superman era muito nervoso e atrevido. Não se parecia muito com o personagem que tanto adoramos. O vilão também era muito chato. Tudo parecia muito irrelevante.

Em Nome de Cog

Poucos quadrinhos da DC foram ruins ao ponto de o escritor ser demitido por causa deles. Foi o que aconteceu com Chuck Austen. Os fãs detestaram sua participação em Action Comics e as vendas caíram muito. Em Nome de Cog explica o porquê disso.

Supostamente inspirado em O Reino do Amanhã, o enredo mostra um anti-herói chamado Cog vindo do futuro para matar o Superman, antes que possa causar um grande desastre. A ideia era sólida, mas as reviravoltas absurdas (como Doomsday ajudando o Superman) e até algumas piadas racistas prejudicaram muito.

Para o Amanhã

Os fãs criaram muitas expectativas em torno de Para o Amanhã. Mas não fez sucesso. Jim Lee vinha do elogiado Batman: Silêncio, e aqui não decepcionou, mas o mesmo não se pode ser dito sobre Brian Azzarello.

Superman começa a se encontrar com um padre depois que falha em salvar Lois Lane e milhões de pessoas em um misterioso evento. O mistério era intrigante, mas a história se arrastou por edições demais. Havia uma nova versão – ruim – do General Zod e coisas impensáveis como o Superman destruindo a Fortaleza da Solidão. Pelo menos a arte era boa.

O Fim dos Deuses

Muitas coisas são ruins em O Fim dos Deuses. Primeiramente, o traje vermelho e preto não ficou muito bom no Superman. Os vilões péssimos também eram parte do problema.

Nenhum dos inimigos clássicos do Superman faz uma aparição. Em vez disso, temos uma alienígena hipnotizadora que ama o Homem de Aço e um supremacista kryptoniano que remete à brutalidade policial. A história queria atualizar o Superman para um novo público, mas fracassou.

Quem os Deuses Destroem

Por incrível que pareça, Superman e Mulher-Maravilha não são tão bons assim quando estão juntos. Quem os Deuses Destroem é um exemplo disso. Trata-se de um tipo muito ruim de história alternativa da DC.

Eis algumas coisas que acontecem: os nazistas venceram a Segunda Guerra Mundial graças aos deuses que os ajudaram. Lois Lane se torna a Mulher-Maravilha para poder espancar Diana, que é nazista. Superman se torna um centauro e depois se transforma em uma mulher. Sim, é uma loucura. A arte também é péssima.

Incêndios Distantes

Aqui está outra história alternativa maluca da DC. Superman acredita que é o único sobrevivente de uma guerra nuclear. Ele vive nas ruínas de Metrópolis lutando contra ratos mutantes. Eventualmente, Superman encontra novos sobreviventes, que são super-heróis. Mulher-Maravilha é um deles e ele se apaixona por ela.

Mas o Shazam fica com ciúmes do Superman e decide matar todos os sobreviventes. Isto acaba levando a outra guerra que destrói outra parte da Terra. No último minuto, Superman usa um anel de Lanterna Verde para enviar o filho dele e da Mulher-Maravilha para o espaço. Muito conveniente, não acham?

H’el na Terra

Esta lista precisava de uma história dos Novos 52. A trama já não começou exatamente bem mostrando um novo sobrevivente da explosão de Krypton. Ideia bem clichê. Mas piorou quando Supergirl traiu Superman por H’el, sem nenhum motivo aparente.

Outros desastres: H’el tenta transformar a Terra em uma nova Krypton e Superboy é morto sem mais nem menos. A história que veio depois, O Retorno de Krypton, foi quase um pedido de desculpas da DC.

Aterrado

Aterrado já era uma história controversa mesmo antes de ser publicada pela DC. Após os eventos de Nova Krypton, Superman decidiu viajar pelos Estados Unidos para reencontrar sua humanidade.

A premissa era estúpida. Mas a execução conseguiu ser pior. Este Superman era um idiota e seus poderes ficaram praticamente inúteis. O escritor Mark Waid até fez uma piada sobre a trama: “Você vai acreditar que um homem pode andar!”

Fim dos Tempos

Fim dos Tempos é uma história incomparável do Superman. A premissa? Trata-se de um futuro distante, depois de uma guerra nuclear. Superman, que agora tem uma barba branca como o Papai Noel, vai para as ruínas de Gotham para encontrar o corpo de Batman.

Em vez disso, ele descobre que o lugar está sendo governado por clones gêmeos de Hitler. A maior loucura? A história é uma mensagem anti-armas. Bela proposta, mas sem nada a ver com o Superman.

Você viu que a DC anunciou sua série mais BIZARRA até agora? Esses 8 heróis da DC tem os mesmos poderes que heróis da Marvel! Saiba quais heróis da Marvel o Asa Noturna derrota ou não! O Batman de Titãs finalmente chegou… E os fãs odiaram! Mas o herói já esteve em outras séries… Confira as melhores! Veja como Brooklyn Nine-Nine foi oficializado no universo da DC graças ao Batman, a teoria de que Aqualad estará morto em Titãs e muito mais no Observatório de Séries.