Coringa está em cartaz atualmente nos cinemas, e embora críticos ainda estejam debatendo as polêmicas do filme, uma coisa ninguém pode negar: a performance de Joaquin Phoenix como Arthur Fleck é um das melhores do ano e uma das mais memoráveis da carreira do ator.

Conhecido por uma carreira conturbada, marcada por tragédias, ascensões e quedas, Joaquin Phoenix vem intrigando Hollywood desde 1982.

Gostou de Phoenix como Coringa? Confira abaixo outras das performances mais icônicas da carreira do ator!


Um Sonho Sem Limites

Em um dos primeiros papéis de sua carreira no cinema, Joaquin Phoenix já exibia algumas das características icônicas que marcariam suas futuras performances. Na dramédia de Gus Van Sant, o jovem ator interpreta um estudante de ensino médio que é seduzido pela repórter Suzanne, interpretada por Nicole Kidman, e persuadido a matar seu marido. O filme mostra perfeitamente o potencial de Joaquin Phoenix ainda na juventude.

Sinais

Sinais é um dos filmes mais conhecidos de Joaquin Phoenix, lançado no auge do prestígio de M. Night Shyamalan. O filme mistura ficção científica e terror em uma história de paranoia e medo ambientada em uma região rural dos Estados Unidos. Phoenix interpreta Merrill, um ex-jogador de baseball e irmão do protagonista vivido por Mel Gibson.

Amantes

Em Amantes, Joaquin Phoenix contracenou com Gwyneth Paltrow em uma história de amor e drama. O ator interpreta um homem que não se recuperou do fim do noivado e tenta se matar se jogando de uma ponte. O relacionamento havia terminado pois tanto ele quanto sua ex-namorada tinham uma doença rara que faria seus filhos morrerem ainda na infância. Após sobreviver a mais uma tentativa, ele tenta retomar o controle da própria história e recuperar a vontade de viver.

Ela

Ela conquistou o coração dos críticos em 2013 ao trazer para as telas Joaquin Phoenix em uma sensível e intrigante história de amor. O ator encanta na pele de Theodore, um escritor solitário que se vê aos poucos desenvolvendo uma paixão pela voz de um sistema de inteligência artificial, dublado por Scarlett Johansson.

Gladiador

Gladiador deu a Joaquin Phoenix sua primeira indicação ao Oscar. O ator não levou o prêmio para casa, mas até hoje o tirânico Commodus é considerado um dos vilões mais icônicos do cinema. O filme de Ridley Scott é ambientado em Roma antiga, e em Commodus Joaquin Phoenix encontra um vilão desprezível, cheio de monólogos malignos e capaz de tudo para realizar suas ambições.

Johnny & June

Interpretar uma pessoa real é sempre um trabalho difícil. Interpretar alguém tão icônico quanto o lendário Johnny Cash é ainda mais complicado. Por isso mesmo, a performance de Joaquin Phoenix como a lenda da música em Johnny & June merece todos os elogios. Na cinebiografia Phoenix se transforma completamente em Johnny Cash e empresta um aspecto pessoal e original ao músico. O longa proporcionou para Phoenix sua segunda indicação ao Oscar.

Você Nunca Esteve Realmente Aqui

Em um mundo de tantos super-heróis, Joaquin Phoenix interpretou um herói real em Você Nunca Esteve Realmente Aqui. No longa, o ator vive um veterano que guerra que ganha a vida resgatando mulheres presas e exploradas em bordéis. Após uma missão mal sucedida, porém, a opinião pública se vira contra ele. O filme encontra reflexos em alguns acontecimentos da infância de Phoenix, e traz uma das melhores performances do ator.

O Mestre

Impecável do início ao fim, O Mestre é considerado por muitos críticos especializados a melhor performance de Joaquin Phoenix. No filme de Paul Thomas Anderson Phoenix é um veterano da Segunda Guerra que retorna à vida normal e se encontra em um estado mental extremamente fragilizado. É nesse momento de fraqueza que ele desenvolve uma relação magnética com o Lancaster Dodd, o líder de uma seita interpretado pelo eterno Phillip Seymour Hoffman. Phoenix domina todas as cenas do longa, mantendo o público em estado de hipnose do início ao fim.

Coringa está em cartaz nos cinemas.