No mundo dos quadrinhos dos anos 90, os anti-heróis “sombrios e corajosos” dominavam o mercado: homens e mulheres vestidos com roupas estranhas, que carregavam armas e tinham corpos perfeitos e bombados. Suas aparências, em particular, eram ridiculamente desajeitadas.

Personagens populares da Marvel como o Justiceiro e o Motoqueiro Fantasma não tinham medo de matar seus inimigos da maneira mais violenta possível, acumulando contagens de corpos que se pareciam com pequenas guerras.

Infelizmente, nem todos os personagens da Marvel dos anos 90 envelheceram tão bem. Aqui estão alguns exemplos disso.


Rage

Nos anos 90, as gangues de rua eram alvo de constante cobertura da mídia, estimulando a ansiedade do público em relação à violência urbana. Na juventude do centro da cidade, Elvin Haliday experimentou essa realidade em primeira mão, até que um mergulho em alguns produtos químicos lhe concedeu super força, invulnerabilidade e o tornou um adulto. Com o incentivo de sua avó, Elvin vestiu uma fantasia e se juntou aos Vingadores e Novos Guerreiros.

Seguindo o apelido de Rage, a roupa de Elvin representava todos os clichês que o público tinha sobre a aparência de um membro de uma gangue, desde o traje todo de couro até as luvas sem dedos. Sua caracterização sempre pareceu unidimensional. Não foi um acerto da Marvel.

Bishop

Os futuros alternativos distópicos sempre foram uma característica popular nos quadrinhos e na ficção científica, mas ainda mais nos anos 90, talvez por causa do enorme sucesso e influência de O Exterminador do Futuro e Arquivo X. Os X-Men têm uma experiência particular em lidar com futuros alternativos, pois trabalharam para garantir que muitos deles não existissem.

O personagem da Marvel conhecido como Bishop era um refugiado de um desses futuros e fez sua estréia em 1991. Tendo crescido em um futuro em que os X-Men foram traídos e mortos por um deles, o personagem era interessante enquanto tentava discernir qual membro o traidor poderia ser. No entanto, à medida que o enredo se desenrolava, o personagem ficava mais e mais chato. O interesse do público por ele caiu drasticamente.

Gavião Negro

Quando Gavião Negro apareceu pela primeira vez em sua própria série de quadrinhos da Marvel, tinha todos os elementos de um herói perfeito dos anos 90: origem misteriosa, figurino sombrio e um alter-ego angustiado e adolescente. Com sua capacidade de criar explosões de força, força aprimorada, poderes regenerativos e garras, Gavião Negro manteve as ruas de Nova York em segurança.

O amuleto de fonte de seus poderes permaneceu envolto em mistério até a edição #21 de sua série, onde foi revelado que o traje era um corpo ciborgue alienígena que trocava de lugar com Powell quando ele ativava o cristal. Esperando uma origem mais mística ou sobrenatural para o personagem, muitos leitores da Marvel ficaram decepcionados. O interesse pelo personagem diminuiu e ele nunca mais ganhou força desde então.

Aranha Escarlate

Substituir um personagem clássico por clones ou substitutos gerou raiva nos anos 90, enquanto as empresas tentavam imitar o sucesso financeiro de A Morte do Superman. A DC tentou a fórmula de sucesso novamente com Batman e Lanterna Verde, enquanto a Marvel tentou com o Homem-Aranha na agora infame Saga do Clone.

Um clone de Peter Parker de um arco de 1973, Ben Reilly reapareceu como o Aranha Escarlate e foi pensado para ser o verdadeiro Homem-Aranha por um tempo, até sua morte revelar que ele era realmente o clone. Até hoje, a simples menção da Saga do Clone faz os fãs estremecerem de nojo, e apesar do recente retorno do personagem, é melhor deixar seu traje esquisito e sua história complicada para trás.

Cable

Cable simbolizava todas as características que os personagens da Marvel dos anos 90 deveriam ter: ele era durão, sombrio, mortal, calculista, tinha uma história misteriosa e estava armado até os dentes. Como líder da X-Force, Cable defendeu uma abordagem mais proativa em relação às relações humanas e mutantes do que o Professor X, mas não era um militante em seus modos como Magneto.

Infelizmente, revelação de ser o filho do Ciclope do futuro, o aparecimento de várias versões do personagem (e suas histórias complicadas), bem como a contra-lógica de ter um mutante no nível Alpha com uma quantidade tão ridícula de armas de fogo, diminuíram sua popularidade na Marvel.

A Marvel Studios está DESTRUINDO a Marvel Televison! E esses 8 heróis da Marvel tem os mesmos poderes que heróis da DC! Saiba quais heróis da Marvel o Asa Noturna derrota ou não! O maior fracasso do MCU vai ganhar reboot e já temos detalhes! Foi confirmado que na Disney+ terão séries dos X-Men, do Homem-Aranha e do Quarteto Fantástico! Tudo isso você encontra no Observatório de Séries!